Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Governo reitera sua preocupação com baixa taxa de vacinação em Santiago Norte

Cidade da Praia, 13 Set (Inforpress) – O Governo volta a mostrar-se “preocupado” com a “baixa taxa de vacinação” no interior de Santiago e a ministra de Estado e da Defesa garante que o executivo não vai desistir.

Janine Lélis, que esteve hoje nos postos de vacinação na Cidade da Praia, disse à imprensa que o objectivo desta visita é o de “perceber, compreender e avaliar” o trabalho que está a ser prestado no quadro do processo de vacinação às populações contra a covid-19.

Segundo ela, médicos e enfermeiros das Forças Armadas estão a ajudar na campanha de vacinação, que, disse, “tem sido incansável para os profissionais de saúde”.

A governante reiterou o propósito do executivo que é o de vacinar 80 por cento da população cabo-verdiana.

“Registamos com muita satisfação (…) já estamos a um nível aproximado de quase 75 por cento de vacinação”, referiu a ministra Janine Lélis, acrescentando que o Governo regista “alguma preocupação” por causa da resistência havida na região de Santiago Norte em relação à vacina.

Aproveitou o ensejo para apelar às pessoas do interior de Santiago no sentido de se engajarem no processo de vacinação.

Para ela, é preciso que a população adira à vacinação, porque, por um lado, é preciso que se garanta a saúde das pessoas e, por outro, é necessário garantir a saúde económica do País.

“Se não conseguirmos um nível forte de vacinação, não vamos conseguir uma retoma económica, que é fundamental e determinante para que possamos voltar à normalidade”, admitiu, lembrando que o País “empreendeu meios enormes para conseguir vacinas”.

Instada sobre as razões que estão a fazer com que as pessoas em Santiago Norte não estejam a aderir à vacinação, como é de se desejar, informou que não há estudos que possam, com objectividade, colocar a tónica naquilo que seriam as causas.

“O que sabemos é que os resultados da vacinação falam por si e as percentagens que temos mostram que esta região [Santiago Norte] está aquém daquilo que tem sido a percentagem nacional”, indicou, deixando transparecer que não tem havido falta de sensibilização.

Perguntada se a resistência de Santiago Norte em relação à vacina contra a covid-19 não porá em causa a meta preconizada pelo Governo, Janine Lélis afirmou que isto ainda é uma “incógnita”.

“Como são extraídos dados das pessoas, vai se poder ter uma ideia sobre quem não está vacinado, para se poder dirigir melhor aquilo que seria uma campanha de sensibilização. Não vamos desistir. Porque é uma questão da necessidade do País”, concluiu.

A Região de Santiago Norte compreende uma área importante da ilha de Santiago abrangendo seis municípios cuja população total é de 120.184 habitantes (Censo 2010), correspondendo a aproximadamente 24,4% da população de Cabo Verde.

LC/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos