Governo reitera compromisso de Cabo Verde em cumprir os propósitos e princípios orientadores da ONU

Cidade da Praia, 26 Jun (Inforpress) – O Governo reiterou hoje o firme compromisso de Cabo Verde em cumprir os propósitos e princípios orientadores da Organização das Nações Unidas (ONU), enquanto organização internacional responsável por mediar conflitos entre países.

O Executivo, através do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Comunidades (MNEC), reiterou esse compromisso em comunicado, em comemoração do 75º aniversário da assinatura da Carta das Nações Unidas, que aconteceu a 26 de Junho de 1945.

A adesão de Cabo Verde às Nações Unidas, lembrou a mesma fonte, ocorreu 30 anos depois, a 16 de Setembro de 1975, salientando que nesta data simbólica, marca o 75º aniversário da assinatura da Carta, “Cabo Verde junta-se aos demais estados membros para celebrar e comemorar esse evento histórico e de muito significado para os seus povos”.

O Governo reitera, neste sentido, o seu compromisso com os propósitos e princípios orientadores da ONU, enquanto organização internacional responsável por mediar conflitos entre países, disseminar a cultura de paz entre as nações, defender o respeito aos direitos humanos e promover o desenvolvimento sustentável e económico dos países e a cooperação entre eles, bem como com a realização dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável.

No entanto, frisou que não obstante este aniversário simbólico acontecer a meio da covid-19 que, infelizmente, assola o mundo, o arquipélago congratula-se que as Nações Unidas estejam a liderar a mobilização da comunidade internacional no combate à pandemia, na mitigação dos seus efeitos económicos e sociais e para uma melhor recuperação de todos os países.

“As Nações Unidas inspiraram o multilateralismo e este tem sido o melhor instrumento para realizar os bens globais como a paz, a segurança e a luta contra a pobreza, assim como para enfrentar os desafios globais como as mudanças climáticas e as pandemias, em harmonia com lema do 75º aniversário, “o Futuro que queremos e as Nações Unidas que necessitamos”, lê-se no documento.

A Carta das Nações Unidas foi assinada no dia 26 de Junho de 1945, ao final de uma conferência internacional realizada na cidade de San Francisco, nos EUA, para discutir o futuro do mundo que emergia com o fim da Segunda Guerra Mundial.

Subscreveram o documento 51 países e a organização foi formalmente constituída em 24 de Outubro daquele ano.

Nessa data, os fundadores afirmaram a determinação dos povos das Nações Unidas em «poupar as gerações futuras do flagelo da guerra, a qual duas vezes no decurso das suas vidas impôs incalculáveis sofrimentos à humanidade.

CM/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
[wd_asp elements='search' ratio='100%' id=2]
    • Categorias

  • Galeria de Fotos