Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Governo reforça programa emergencial de formação e capacitação para cinco mil profissionais do turismo

Cidade da Praia, 26 Fev (Inforpress) – O Governo anunciou hoje o reforço do programa emergencial de formação e capacitação para cinco mil profissionais na área do turismo, a nível nacional, para mitigar os efeitos da pandemia da covid-19 na economia.

Numa nota enviada à Inforpress, o Executivo explica que esta medida visa fazer face à situação de desemprego temporário e emprego precário dos profissionais do sector turístico, com especial incidência para as ilhas do Sal e da Boa Vista, bem como as ilhas e municípios onde são oriundos muitos dos profissionais no sector que trabalhavam nessas duas ilhas.

“Abrange famílias, profissionais da hotelaria, da restauração e do turismo, nomeadamente, pastelaria e panificação, guias de turismo, atendimento e comunicação e, ainda, o empreendedorismo e técnicas de vendas”, lê-se no documento.

A mesma fonte avança que, para além da formação e da capacitação técnica nos sectores referidos, os formandos terão a oportunidade de desenvolver e elevar as suas capacidades e competências em empreendedorismo e técnicas de venda, visando a gestão dos próprios negócios e o auto-emprego, além da segurança sanitária, usufruindo de uma bolsa de estudos durante a formação.

O programa emergencial, que abarca todas as ilhas do País, é executado pelo Ministério do Turismo e Transportes em parceria com a Escola de Hotelaria e Turismo de Cabo Verde (EHTCV), o Instituto de Emprego e formação Profissional (IEFP), a Pró-Empresa, a Direcção Geral do Emprego, Formação Profissional e Estágios Profissionais e a Sociedade de Desenvolvimento Turístico das ilhas da Boa Vista e Maio (SDTIBM), em estreita colaboração e articulação com as câmaras municipais de cada ilha e/ou município onde residem os candidatos à formação.

De acordo com o Executivo, elevando a competitividade de cerca de cinco mil profissionais do sector com uma formação técnica, incluindo aquisição de novas competências permitirá aos beneficiários enfrentarem o presente e prepararem o futuro.

HR/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos