Governo reafirma determinação em trabalhar com Poder Local para combater pobreza e gerar empregos (c/vídeo)

São Filipe 28 Fev (Inforpress) – O Governo reafirmou hoje a sua determinação em trabalhar em parceria com as câmaras municipais para combater a pobreza e promover a geração de emprego, num momento marcado pela seca, pandemia e guerra na Ucrânia.

Esta manifestação foi reiterada pelo secretário de Estado-adjunto do primeiro-ministro, Lourenço Lopes, em Campanas de Baixo, durante a entrega oficial de uma habitação social reconstruída de raiz no quadro do projecto camarário “Nha Casa”, fruto de uma parceria entre a autarquia de São Filipe e o Governo, que abarca 54 casas num montante de 39 mil contos.

Lourenço Lopes referiu que este montante, disponibilizado pelo Governo, no quadro do programa Requalificação, Reabilitação e Acessibilidades (PRRA), envolve as vertentes de requalificação de localidades e de habitação, no âmbito de um espírito de complementaridade no sentido de cooperação e compromisso para que juntos, as partes possam melhorar a situação da vida de famílias e de localidades.

Cerca de dois terços das metas a alcançar, previstos nos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), explicitou, acontecem em territórios municipais pelo que considerou ser necessário tudo fazer para que o poder autárquico seja um actor importante no processo do desenvolvimento de Cabo Verde.

Isto porque no entender do governante, esta parceria torna-se crucial para que as partes contribuam para que São Filipe, a ilha do Fogo e Cabo Verde, na sua generalidade, seja um país cada vez mais desenvolvido e referência em África e no mundo, no quadro desta solidariedade de poderes públicos, através  das câmaras municipais e governos.

Lopes, que parafraseou o Papa Francisco para considerar a “política como uma das formas mais altas de se fazer a caridade”, frisou que o programa de requalificação e reabilitação de habitação tem o papel de contribuir para a redução do défice habitacional em Cabo Verde.

Já o edil de São Filipe, Nuias Silva, revelou que este modelo de habitação no âmbito do projecto “Nha Casa” tem já projectado para o ano em curso e início do próximo ano a reabilitação e intervenções profundas em 64 habitações, identificadas no universo de 557 pedidos, que serão entregues de forma faseadas, numa aposta em novas tipologias de construção, com vista a baixar o preço das obras.

Asseverou que a aposta nestas obras vai ao encontro da Constituição da República com vista a dotar uma habitação condigna a todos os munícipes, razão pela qual ressaltou a parceria com o Governo, no quadro do programa PRRA, com frutos “em acções concretas, visível e palpável” que altera o sentido de vida de pessoas.

Daí, vincou o desejo de reforçar esta parceria para a realização de direitos sociais fundamentais para o garante de todos, pois considerou ser essencial estender esta parceria a outros parceiros como é o caso dos emigrantes.

A beneficiária, Maria de Pina, vulgarmente conhecida por D. Tchalatchi, manifestou a sua alegria por ter recebido “uma habitação condigna”, alegando que se sente honrada, já que dantes vivia em situações difíceis e desumanas, pelo que prometeu tudo fazer para justificar a aposta desta parceria.

SR/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos