Governo quer um Estado “mais eficiente e moderno” na sua relação com  os cidadãos e empresas

Cidade da Praia, 24 Nov (Inforpress) – A secretária de Estado para a Modernização Administrativa presidiu hoje ao acto de lançamento de novos instrumentos electrónicos, que visam tornar o Estado “mais eficiente e moderno” na sua relação com  os cidadãos e empresas.

“A missão é tornar mais simples a vida dos cidadãos e das empresas nas suas relações com os serviços públicos”, disse Edna Oliveira, garantindo que se pretende uma “melhor interacção” com os colaboradores públicos, por via da modernização, o que, segundo ela, passa pela “agilização dos processos” suportados pelas Tecnologia e Informação e Comunicação (TIC) ”.

Relativamente ao Sistema de Informação de Recrutamento e Selecção de Recursos Humanos (#SiRS-RH), a governante adiantou à imprensa que se está a introduzir  a simplificação no recrutamento e selecção, com vista a garantir “mais transparência” em todo o processo.

“A partir desta plataforma os cidadãos poderão submeter a sua candidatura e recebem um código, através do qual poderão acompanhar toda a tramitação do processo de recrutamento até à homologação do relatório final”, precisou Edna Oliveira.

Para a governante, o sistema permite “maior agilidade”, além de “reduzir a morosidade”, proporciona  “mais transparência”, porque os candidatos  poderão acompanhar todas as fases do processo do recrutamento.

Quanto ao Sistema de Informação e Gestão de Desempenho do Pessoal e Dirigentes da Administração Pública (#SiGD), afirmou  que o mesmo  estabelece uma “nova forma de acompanhamento da gestão do desempenho dos funcionários públicos”.

“A avaliação de desempenho passou a sustentar-se em duas dimensões, que são os objectivos e as actividades e apontamos também como uma ferramenta essencial para o processo o sistema de gestão e desempenho onde ao avaliadores, que serão os membros do Governo e dirigentes, poderão desde o início inscrever a ficha, onde farão constar os objectivos e as actividades”, indicou a secretário de Estado para a Modernização Administrativa, acrescentando que os avaliados poderão igualmente acompanhar a sua avaliação.

Sobre a Plataforma de Interação entre o Cidadao e a Administração Pública,  (#Eparticipa),   avançou que o objectivo é de permitir que os cidadãos interajam  com os serviços de Administração Pública, obtendo informações, assim como podem solicitar esclarecimentos, além do acesso a documentos.

Em suma,   segundo a governante, o que se pretende é que os cidadãos participem “na coisa pública” e seja “aumentada a transparência” na Administração Pública.

Referindo-se à Integração da Plataforma de Gestão de Identidade Electronica e Autenticação do Estado de Cabo Verde com o portal  #Portondinosilha, frisou que se vai dar “maior valência” aos serviços que ali são prestados, permitindo que os cidadãos possam autenticar-se e, mais tarde,   poderem aceder a um conjunto de serviços.

Os projectos foram financiados pelo Programa das Nações Unidas (PNUD), num montante superior a 21 mil contos.

LC/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos