Governo quer transformar os 65 mil jovens sem ocupação numa mais-valia para a sociedade – Grupo Parlamentar MpD

Cidade da Praia, 24 Jan. (Inforpress) – O Grupo Parlamentar do MpD anunciou hoje a politica governamental em transformar os “65 mil jovens cabo-verdianos que actualmente não trabalham, nem estudam e sequer estejam em programas de estágios ou de formação profissional”, numa mais-valia para a sociedade.

O deputado nacional Luís Carlos Silva teceu estas considerações no quadro da visita de contactos a diversas instituições e serviços de Estado, no âmbito da preparação da sessão plenária da próxima semana, de forma a “fazer com que a juventude assuma um papel de destaque na agenda política nacional”.

Especificou este porta-voz que “Cabo Verde tem um problema sistémico de juventude”, alegando que ela foi durante muitos anos alvo de políticas insensíveis, que fizeram da juventude um passivo para o país, relegando-a para o segundo plano, quando normalmente “é um activo das sociedades”, que deveria ser um factor transformador.

Este parlamentar afirmou que o Governo está “devidamente sensibilizado” neste capítulo, porquanto o Orçamento do Estado para 2019 está focalizado para a juventude, com verbas que só a nível dos estágios profissionais foram multiplicadas por dez, ao passar dos 30 mil contos anuais para os 300 mil, de forma a gerar cerca de 5000 programas de estágios para a juventude.

“Existem politicas activas de emprego, para o auto-emprego, mas também para a empregabilidade através de outrem”, enalteceu o parlamentar eleito pelas listas do Movimento para a Democracia (poder), para quem, nestas visitas, a sua equipa “constatou que se está a ser feito muito trabalho”.

Para o ano 2019, disse que, para além dos benefícios fiscais como incentivo às empresas para a contratação dos estagiários, doravante o Governo comparticipa nos estágios com 13.000$00 num salário de 20.000$00, o que, atestou, vai permitir alavancar o emprego, porquanto 50 % dos estagiários são transformados em postos do trabalho.

“O programa de estagiários, que visa beneficiar 5000 estagiário, deve gerar a volta de 2000 postos de trabalho. Este trabalho está sendo desenvolvido, mas temos um longo caminho pela frente”, rematou.

SR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos