Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Governo quer fazer do Fórum Mundial sobre o Desenvolvimento Económico e Local um momento alto no país

 

Porto Novo, 15 Mai (Inforpress) – O primeiro-ministro assegurou hoje, no Porto Novo, que o Governo está “fortemente” apostado em fazer do Fórum Mundial sobre o Desenvolvimento Económico e Local, que tem lugar em Outubro, na Cidade da Praia, “um momento alto em Cabo Verde”.

Ulisses Correia e Silva falava, esta segunda-feira, num encontro com todos os presidentes das câmaras municipais do país, com o objectivo de definir estratégias de participação dos municípios nesse evento, que custará a Cabo Verde e aos parceiros cerca de 90 mil contos.

“Queremos que o fórum seja, também, uma oportunidade para mostrarmos o país. Vai ser realizado na Cidade da Praia, por uma questão de logística e conceito do próprio fórum, mas esperamos que mostre a diversidade do país”, sublimou o primeiro-ministro, exortando o engajamento de todos os municípios e os actores sociais para que esse acontecimento seja sentido em todas as ilhas.

Na realização do fórum, o Governo de Cabo Verde conta com vários parceiros, de entre os quais o sistema das Nações Unidas, através do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O representante do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde, Ulrika Richardson, reiterou a parceria do PNUD na organização desse evento, para que seja “um sucesso para Cabo Verde”.

O quarto Fórum Mundial sobre o Desenvolvimento Económico e Local, promovido pelo Governo de Cabo Verde em parceria com os municípios e outros parceiros, tem como propósito fomentar o diálogo global sobre o desenvolvimento económico local, através da partilha de experiências e reforço de alianças entre as partes envolvidas.

São esperados, para esta edição, cerca de 2000 participantes em representação de governos locais, regionais e nacionais, representantes de organizações multilaterais, académicos e instituições de cooperação internacional, bem como organizações sociais e económicas.

Depois da Europa (Espanha e Itália) e América Latina (Brasil), o fórum chega agora à África, tendo Cabo Verde sido escolhido como país anfitrião.

O Fórum Mundial de Desenvolvimento Económico Local, que se realiza de dois em dois anos, teve início em 2011, em Sevilha (Espanha).

Em 2013, foi a vez do Brasil receber o encontro que, em 2015, teve lugar em Turim (Itália).

JM/ZS

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos