Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Governo promete aumentar prémios de incentivos aos atletas nacionais em competições internacionais

Cidade da Praia, 13 Set (Inforpress) – O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, disse hoje que o Governo vai aumentar os prémios de incentivos aos atletas nacionais em competições internacionais, com montantes a atingir os 15 mil contos.

Ulisses Correia e Silva fez esta afirmação durante o encontro com a selecção nacional de basquetebol e representantes da federação.

Segundo o chefe do Governo, a perspectiva é aumentar os prémios de jogo em todas as modalidades, estabelecendo patamares aos montantes, nomeadamente 15 mil contos para primeira classificação, 10 mil contos para segundo e cinco mil contos aos terceiros.

“É um montante que vai acumulando, queremos legislar sobre isso, ou seja, criar um fundo e ir alimentando para os prémios e, depois há um financiamento para as competições, por isso, temos que trabalhar de forma estruturada”, assinalou.

Ulisses Correia e Silva falou também sobre a aposta no basquetebol nacional, que depois de ter participado no Afrobasket, deu indicações de que Cabo Verde pode competir com equipes consideradas mais fortes do continente.

Esta mesma ideia foi partilhada pelo presidente da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol, Mário Correia, e o capitão da selecção nacional, Fidel Mendonça, clamando por uma maior aposta e reestruturação.

“Aquilo que foi a vossa prestação é um estímulo para apostarmos no basquetebol e nos jovens talentos, e conseguirmos ir mais longe daquilo que conseguimos chegar”, reiterou o primeiro-ministro.

O próximo Afrobasket está agendado para 2023, mas Ulisses Correia e Silva garantiu a junção de esforços com a federação para que Cabo Verde possa estar mais uma vez entre os melhores de África, indicando maior organização, planeamento e financiamento.

“Pois não podemos chegar a essa etapa com problemas financeiros para resolver, os jogadores e os treinadores precisam ter tranquilidade”, atestou.

Neste sentido, sugeriu uma preparação desde já, com o que for necessário e, até, mobilizar os recursos.

HR/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos