Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Governo nega suspensão de obras e aconselha câmara da Praia a ter postura de “proximidade e elegância”

Cidade da Praia, 18 Mar (Inforpress) – A ministra das Infra-estruturas e Habitação, Eunice Silva, afirmou hoje que o Governo “não suspendeu nenhuma obra” na Cidade da Praia e aconselhou a autarquia praiense a ter postura de “proximidade e elegância”.

A governante fez estas afirmações à imprensa, quando reagia às declarações do vereador das Infra-estruturas e dos Transportes da Câmara Municipal da Praia, Samilo Moreira, veiculadas esta quarta-feira, na Cidade da Praia, segundo as quais o Governo está a discriminar a autarquia praiense, liderada por Francisco Carvalho, do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV).

“Não é demonstrável que o Governo tenha alterado a sua forma de lidar com a câmara da Praia. Nós mantemos a mesma postura com todas as câmaras, não há nenhuma câmara fora do contexto daquilo que tem sido até agora, tanto é, devo lhe dizer que das oito câmaras do PAICV, seis já estiveram connosco, já estamos a trabalhar”, afirmou, sem revelar a outra câmara municipal, que à semelhança da câmara da Praia, “não está aberta ao diálogo”.

Eunice Silva aconselhou, neste sentido, a autarquia capitalina a ter postura de “proximidade”, isto porque, justificou, quem irá beneficiar dessa mudança de atitude e reforço de parcerias com o poder central são os munícipes.

“A câmara da Praia é uma das duas que ainda não iniciamos este diálogo, mas aqui aproveito para aconselhar a que mudem de postura, que tenham atitude de proximidade, nós estamos abertos para cooperar com a câmara, o desafio na capital é enorme, o beneficiado é a população e nós vamos continuar a trabalhar com todas as câmaras sem excepção, como fizemos até agora”, reforçou.

Quanto à acusação sobre interrupção de obras, a governante disse  que não corresponde à verdade, que o Governo não suspendeu o financiamento e que já fez a transferência de verbas à câmara, acrescentando que a atitude da autarquia, enquanto instituição pública, em estar a desmerecer uma outra instituição pública com quem tem parceria, neste caso o Governo, é “deselegante”.

Por seu turno, o presidente do Conselho da Administração da Infra-estruturas de Cabo Verde (ICV), Carlos Correia e Silva, disse que a instituição não tem neste momento, no âmbito do programa PRAA, contratualizado nenhuma obra com nenhum empreiteiro que terá sido suspensa, na Cidade da Praia.

No entanto, frisou que após a edilidade praiense conhecer melhor o dossiê as coisas ficarão “mais fáceis” de serem entendidas pela actual equipa camarária, lembrando que o Governo tem dado continuidade a obras executadas pelas câmaras sob liderança do PAICV.

“Acredito que a câmara, após aprofundar o dossiê, irá entrar em contacto connosco para vermos esta questão dos contratos, que eles afirmam terem sido assinados por nós, e em prol da boa gestão da coisa pública, trabalharemos juntos”, declarou, considerando a acusação da Câmara Municipal da Praia de bloqueio de obras na Praia “grave e injusta”.

CM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos