Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Governo homenageia escritor claridoso atribuindo nome a um espaço do Ministério das Finanças de “Jardim Jorge Barbosa”

Cidade da Praia, 22 Mai (Inforpress) – Os ministros da Cultura e das Finanças consideram hoje “merecida” a homenagem que atribuiu o nome de Jorge Barbosa ao jardim do prédio que viu nascer o escritor e que já acolheu os serviços da presidência da República.

Em declarações à imprensa, à margem do evento, cujo descerramento da placa do “Jardim Jorge Barbosa” coube aos dois ministros e a filha do escritor Sofia Barbosa, o ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, adiantou “ser bom” quando as instituições reconhecem a cultura e o peso simbólico nos seus serviços.

“É de certa forma simbólica ver que o vice-primeiro-ministro e as instituições que aqui estão sediadas entendem o espírito e alma de Jorge Barbosa. Num momento em que Cabo Verde está num profundo processo de reabilitação do seu património construído, é bom ver que se começa a ver a parte imaterial”, disse.

Para Olavo Correia, Cabo Verde e todos os que fazem parte deste arquipélago são orgulhosos quer do nome como do legado de Jorge Barbosa que é considerado um “grande poeta” que fez parte do movimento claridoso que “colocou o país na agenda”.

“O Ministério das Finanças quer ser um parceiro da cultura e como temos muitos poetas cabo-verdianos que estiveram ligadas às finanças, alfandegas e ao sistema bancário, que queremos, enquanto ministério, coloca-los em agenda”, realçou, sublinhando, por outro lado, que a intenção do Ministério das Finanças é fazer do espaço não só para trabalho, mas também de cultura e lazer.

A filha do escritor, Sofia Barbosa, manifestou a sua gratidão para com mais esta homenagem que, no seu entender, realça a memória do pai, Jorge Barbosa.

“É mais uma forma de reconhecer o seu nome e divulgar a sua obra. Já reeditaram as obras e o nome tem sido atribuído a escolas, auditório e agora ao jardim da casa onde ele nasceu”, disse.

O escritor Jorge Vera Cruz Barbosa nasceu na ilha de Santiago de Cabo Verde a 22 de Maio de 1902, fez os seus estudos primários na cidade da Praia e seguiu depois para Lisboa, onde estudou até ao 3° ano.

Regressou para Cabo Verde, continuando os seus estudos até ao 5° ano, tendo aos 18 anos começado a trabalhar na Alfândega de São Vicente e mais tarde percorreu quase todas as ilhas em serviço, para onde era transferido. Aposentou-se na ilha do Sal, em 1967, com sessenta e cinco anos, com a categoria de director de alfândega.

Em Setembro de 1970, já bastante adoentado do coração, vai a Portugal tratar-se, falecendo três meses depois, em Janeiro de 1971.

O escritor, que colaborou em várias revistas e jornais portugueses e cabo-verdianos, publicou em vida três livros: Arquipélago (1ª edição em Dezembro de 1935, sob a égide da Editorial Claridade), Ambiente (1ª edição em 1941, Praia, Minerva de Cabo Verde) e Caderno de um Ilhéu (1ª edição em 1956, Lisboa, Agência Geral do Ultramar).

O “Arquipélago” foi um marco para o nascimento da poesia cabo-verdiana, e, por isso, é considerado o pioneiro da moderna poesia cabo-verdiana, onde os problemas sociais e políticos passaram a constituir uma das grandes temáticas do escritor.

Postumamente, em 2002, a sua obra poética foi reunida pela Imprensa Nacional-Casa da Moeda, onde se acrescentou três livros inéditos, ordenados pelo poeta: I ’96 Expectativa; II ’96 Romanceiro dos Pescadores; III ’96 Outros Poemas.

Jorge Barbosa viveu os três períodos da literatura cabo-verdiana. O primeiro, pré-claridoso, de 1928 a 1935 (poesia inédita em livro até Arquipélago); o segundo, o período claridoso, de 1935 aos fins dos anos 1950 (incluindo a publicação de Ambiente e Caderno de um ilhéu); o terceiro, de 1959 a 1969, pós-claridoso ou da mudança (poesia inédita).

PC/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos