Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Governo garante que 320 jovens de São Miguel serão contemplados este ano com formação e estágio profissionais (c/áudio)

Assomada, 06 Abr (Inforpress) – O vice-primeiro-ministro, Olavo Correia, anunciou hoje que, este ano, 320 jovens do município de São Miguel, no interior de Santiago, serão contemplados com os programas de formação profissional e de estágio profissional.

O titular da pasta das Finanças fez este anúncio em declarações à imprensa, momentos antes de presidir ao acto de apresentação pública das ofertas formativas para 2019, estágios profissionais e empresariais e oportunidades de financiamento da formação profissional aos jovens do município de São Miguel.

“Em São Miguel vamos avançar com 200 estágios profissionais e 120 formação profissional que abrangem um número importante de jovens, mas estamos abertos caso o resultado for positivo e que vai ser seguramente aumentar este número desde que houver demanda e que os jovens aproveitem essa oportunidade”, revelou Olavo Correia.

Para ele, independentemente do número que considerou “ambicioso”, “o mais importante” é que o futuro do país tem a ver com a promoção de talentos e com a preparação da juventude cabo-verdiana que, a seu ver, passa pela educação e formação.

Por isso, fez saber que se criaram um sistema onde o Estado vai garantir que todos os jovens cabo-verdianos que querem ter acesso à educação e formação profissional possam tê-las, aliás, lembrou que, o Orçamento de Estado contempla 5.000 estágios profissionais e 5.000 formação profissional para os jovens.

Tanto em São Miguel como nacional, o ministro das Finanças deixou garantias que caso tiverem sucesso, vão aumentar esse número.

“Não queremos ver nenhum jovem que quer ter uma formação, para que possa ter uma vida melhor, impedido de tê-la porque os pais não têm condições financeiras ou estão no desemprego. Portanto essa é a nossa grande ambição. Se há responsabilidade com essa República e com a juventude é com isso, ou seja, preparar os jovens para que possam aproveitar as oportunidades”, vaticinou.

Questionado se o Governo tenciona trazer um Centro de Emprego e Formação Profissional (CEFP) para São Miguel, Olavo Correia defendeu que mais do que trazer um centro o importante é dar aos jovens formação profissional.

O governante que se mostrou aberto a analisar essa possibilidade, lembrou que os jovens de São Miguel podem de momento ir para o CEFP de Santa Catarina, CERMI e EHTCV na Praia, tendo assegurado que vão criar condições em termos de bolsas de estudos, transporte e estadia [na Praia] para que estes jovens possam ter uma formação profissional.

Por seu turno, o presidente da Câmara Municipal de São Miguel, Herménio Fernandes, que reconheceu que o município tem ainda muitos desafios em termos de empregabilidade e da capacitação da juventude, mas que, por outro lado, tem um forte potencial em ‘agribusiness’ e várias indústrias que têm capacidade para empregar jovem, disse acreditar que o futuro de Cabo Verde passa pela formação profissional e treinamento de jovens.

O autarca aproveitou para informou que a edilidade abraçou esta causa e disponibilizou 27 estágios profissionais em diversos serviços aos jovens micaelenses.

Na ocasião, foi ainda apresentado o Programa de Estágios Profissionais para a Inovação e Tecnologia (PEP-IT) do Núcleo Operacional da Sociedade de Informação (NOSi), oportunidades de Financiamentos pelo Fundo de Promoção do Emprego e da Formação (FPEF) e ofertas formativas 2019 pelo Sistema Nacional de Qualificação que abrangem os CEFP, Escola de Hotelaria e Turismo de Cabo Verde (EHTCV) e Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial (CERMI).

FM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos