Governo galardoa 68 personalidades e grupamentos da cultura Cabo-verdiana com medalha de 2º grau

Cidade da Praia, 23 Out (Inforpress) – O Governo através do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas vai galardoar, com medalha de 2º grau, cerca de 68 personalidades e grupamentos da cultura que trabalham na elevação da tradição cabo-verdiana.

De acordo com a nota de imprensa enviada à Inforpress, a condecoração vem na sequência das actividades alusivas ao Dia Nacional da Cultura que se celebra anualmente 18 de Outubro, e que este ano decorreu sob a égide da “Cultura, Arte, Resiliência. Sim, voltaremos mais fortes”.

Isto porque, refere a nota, “o ano de 2020 é particularmente atípico, entramos para o novo ano com muitas certezas, com muitos sonhos, com muitas concretizações, realizações e com muitas ações para desenvolver ao longo do novo ano, a pandemia mostrou-nos que somos capazes de lidar com situações inusitadas e complexas e mesmo assim sair vitoriosos”.

Segundo a mesma fonte, mesmo em tempos de “grandes incertezas”, celebrar o dia 18 de Outubro continua a ter um sentido “especial”, tratando-se também de um momento propício e simbólico para honrar a “nossa cultura e a nossa gente”.

“A cultura é a nossa gente, ela é feita de criadores, de intérpretes, de sonhadores, daqueles que ousam e sonham a partir do chão crioulo, do sonho e do chão cabo-verdiano. A viver no país ou na diáspora celebrar o Dia Nacional da Cultura é celebrar os nossos criadores e os nossos intérpretes nas mais variadas áreas artísticas”, lê-se no documento.

Conforme a fonte, Cabo Verde tem uma cultura “sobejamente” conhecida e reconhecida a nível internacional, facto que “orgulha” o país e as nossas gentes, dentro e fora do País, frisou salientando que é o” nosso traço identitário, a nossa história, o nosso saber estar e fazer, o nosso ser”.

“Essa cultura alimenta-se do saber depositado em anos de labor, na memória do nosso povo e no suor de várias gerações, cada homem e mulher cabo-verdianos, que preservaram nossa cultura ancestral através dos tempos”, frisou a fonte.

Neste sentido, enquanto nação, realçou a fonte, é “imperioso e de sobeja justiça que saibamos reconhecer a dedicação, o talento, e a obra meritória dos nossos autores fazedores de cultura, explicou, acrescentando que a “gratidão do nosso país perante a alma criativa dos nossos artistas e criadores deve ser constante e todo o ato de reconhecimento que o Governo, em nome do Estado de Cabo Verde”.

Por isso o Governo de Cabo Verde, ao abrigo do Decreto-Lei no 61/2005 de 26 de Setembro, decidiu galardoar com Medalha de 2º Grau de Mérito Cultural 68 personalidades e grupamentos da cultura que trabalham com grandes eventos, na elevação, tradição cabo-verdiana.

De acordo com o comunicado, vai ser prestado um tributo ao labor artesanal dos artistas, ao saber fazer tradicional, a homens e mulheres que estão por detrás de grandes festividades nacionais como o carnaval, as festas de São João, a Tabanca, aos mestres ouleiros, aos mestres tecelões, às artes plásticas e à dança.

E ainda vai ser prestado tribuno a várias gerações de artesão, carnavalescos, fazedores da cultura que souberam contribuir para se levar o nome de Cabo Verde alto e que pelo seu percurso fazem hoje parte do nosso património de memória, fazem parte do nosso legado emocional e criativo como povo.

TC/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos