Governo espera engajamento do corpo diplomático para sensibilização da história da Cidade Velha

 

Cidade da Praia, 04 Jul (Inforpress) – O ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente disse hoje que espera um engajamento por parte de todo o corpo diplomático para sensibilização da história da Cidade Velha, enquanto património da humanidade.

O governante, que falava em declarações à imprensa no final da visita guiada dos embaixadores cabo-verdianos e representantes de Organismos internacionais acreditados em Cabo Verde, à Cidade Velha, disse que esta iniciativa vai abrir as “boas conversações” com as várias representações diplomáticas em Cabo Verde e os diplomatas de Cabo Verde residentes em vários países da Europa e do mundo.

“A ideia é que Cidade Velha seja também um dos pontos prioritários de todos os debates e de acordos diplomáticos. Com essa diplomacia queremos fazer com que o património construído e o imaterial associada a Cidade Velha, seja tida em conta como um dos sectores a ser apoiado, financiado e acarinhado por toda a comunidade internacional”, sublinhou Abraão Vicente.

No que concerne às prioridades para Cidade Velha, o ministro informou que neste momento está-se a trabalhar um plano integrado com a Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago no sentido de fazer a reabilitação de alguns edifícios, a requalificação urbana, e criação de um novo circuito.

O governo pretende também destacar o circuito do caminho filipino, criar todo um leque de actividades dentro da própria muralha da real Fortaleza de São Filipe e requalificar toda a zona histórica da Cidade Velha no sentido de criar a experiência e a narrativa do património mundial.

Destacou ainda a importância da visita guiada dos embaixadores cabo-verdianos e representantes de organismos internacionais acreditados em Cabo Verde à Cidade Velha, salientando que “se as pessoas não conhecem não podem estar abertas a financiar e fazer uma cooperação vocacionada” para esse tipo actividade.

Abraão Vicente disse que da conversa que já teve com vários embaixadores, “alguns deles revelaram-se surpresos” e outros imediato interesse em receber projectos concretos” para Cidade Velha.

“O nosso projecto passa por internacionalizar a cultura patrimonial, a cultura do turismo religioso e a cultura do Roteiro dos Filipes”, manifestou Abraão Vicente aos jornalistas.

JL/FP

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos