Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Governo e OMT tratam assuntos a nível bilateral com destaque para projecto ligado à marca Cabo Verde (c/áudio)

Santa Maria, 01 Set (Inforpress) – O ministro do Turismo e Transportes, Carlos Santos, esteve hoje num ‘tête-à-tête’, no Sal, com o secretário-geral da OMT, passando revista a assuntos bilaterais com destaque para o projecto ligado à definição da marca Cabo Verde.

Este encontro entre o ministro Carlos Santos e o secretário-geral da Organização Mundial do Turismo (OMT), Zurab Pololikashvili, aconteceu num dos hotéis da cidade turística de Santa Maria, à margem da 64ª Reunião da Comissão Regional da OMT para África que decorrerá no Sal a partir desta quinta-feira, até sábado, em que Cabo Verde é eleito, pela primeira vez, como país anfitrião.

“O projecto ligado à definição da marca e Cabo Verde tem sido apoiado pela OMT, e vai ser desenvolvido por uma das empresas mais importantes do mundo, da área da comunicação que é a Interbrand, e que poderá colocar Cabo Verde num outro patamar no que diz respeito à promoção”, explicou o governante cabo-verdiano.

Segundo Carlos Santos, este encontro permitiu, também, transmitir ao secretário-geral da OMT a visão de Cabo Verde face à sua actuação no continente a nível do turismo.

“Sendo que, nós temos a perfeita consciência de que África tem um potencial cultural e ambiental muito vasto, muito diversificado, e que há necessidade de pôr este produto à venda para aquilo que são os visitantes, e todo o conjunto de oportunidades que estarão associados a esse sector”, referiu, considerando que o turismo pode ser um instrumento de combate à pobreza em África.

Esta reunião, frisou, vem acontecer num momento em que o país “está quase a terminar” esta fase pandémica, querendo apostar, numa promoção daquilo que são os ganhos que se está a ter, designadamente, a nível da vacinação.

Por sua vez, manifestando satisfação face a este evento, o secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili, destacou a possibilidade, depois da pandemia, de se abrir uma representação em Cabo Verde, um centro de educação, na sua óptica “muito importante” para o País e o continente.

“Cabo Verde é um destino bastante interessante e importante, e esta é uma oportunidade de investimento, e estamos aqui para promover o País com todo tipo de recursos, quer a nível da cultura e outras áreas, atrair mais empresas privadas para investir e permitir o crescimento e desenvolvimento de Cabo Verde”, manifestou, acentuando que Cabo Verde necessita de “mais conectividade” para receber clientes, no pós-pandemia da covid-19.

“Cabo Verde é um país seguro, aberto, onde se encontra muita diversão (…), muito interessante para visitar”, estimulou, augurando que o futuro de África a nível do turismo seja promissor, necessitando, entretanto, de mais promoção.

Paralelamente à 64ª Reunião da CAF, Cabo Verde vai acolher ainda a 2ª Edição do Fórum Mundial sobre o Investimento Turístico em África (FMITA), que terá lugar nos dias 03 e 04 de Setembro, no mesmo local.

São esperados cerca de duas centenas de participantes, designadamente ministros do turismo do continente africano, investidores, e instituições financeiras internacionais, altos dirigentes e especialistas do sector público e privado e demais “stakeholders” do turismo.

SC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos