Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Governo diz ter “solução inteligente” para capitalizar Fundo Soberano e descarta a utilização dos fundos do INPS (c/áudio)

Cidade da Praia, 28 Jan (Inforpress) – O vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, disse hoje que o Governo tem “uma solução inteligente” para capitalizar o Fundo Soberano, de 90 milhões de euros, visando apoiar os investimentos privados em Cabo Verde.

Olavo Correia, que falava aos jornalistas na sequência da visita realizada à Agência Reguladora Multissectorial de Economia (ARME), descartou também a possibilidade de utilização dos fundos do Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) para a capitalização do Fundo Soberano.

“Na altura própria falaremos sobre isso, mas não há nenhuma utilização dos fundos do INPS. Temos uma solução inteligente para o efeito, com tranquilidade. O Governo precisa de actuar a todos os níveis”, disse quando questionado pela Inforpress sobre a capitalização do Fundo Soberano e confrontado com os rumores de que se vai recorrer ao fundo do INPS para o efeito.

E quanto à crítica dos próprios representantes do sector privado de que esse Fundo Soberano não irá resolver o problema de acesso ao financiamento por parte das empresas, dado que o tecido empresarial cabo-verdiano é constituído na sua maior parte por micro, pequenas e médias empresas, Olavo Correia disse que um país não é constituído apenas por micro ou médias empresas.

“Um país é constituído por um sistema económico que envolve as grandes empresas, as médias, as pequenas e as micro empresas. Repare que os países que são exemplares em matéria de promoção das micro e pequenas empresas, como é o caso da Alemanha que é um país onde são as grandes empresas que criam mercado para as micro e as pequenas e as médias”, sustentou.

Neste sentido salientou que é preciso ter um tecido económico que envolve todas essas empresas, indicando que o actual Governo tem instrumentos para actuar sobre as micro, as pequenas, as médias e também para as grandes empresas.

“É esse ecossistema que está em construção para dotarmos o país de um quadro que possa permitir que os talentos empresariais e os projectos empresariais bancáveis possam ter acesso a financiamento e a partir daqui possamos criar empregos, gerar rendimentos e criar melhores condições de vida em todas ilhas de Cabo Verde”, salientou.

Na semana passada o Governo anunciou que o Fundo Soberano vai ser dotado de 90 milhões de euros. Os representantes do sector privado congratularam-se com o anuncio, esperando efectivamente que esse fundo que já tinha sido anunciado nos anos anteriores se efective.

Contudo, questionaram como é que o Governo vai capitalizar o fundo, já que, conforme explicaram, normalmente este instrumento é criado por países que exportam muito, entre os quais recursos naturais como o petróleo, e que depois geram grandes excedentes na balança corrente, que depois são utilizados para apoiar grandes projectos e fazer face às flutuações cíclicas na economia, que não é o caso de Cabo Verde.

“Cabo Verde não é um país exportador, tem um défice crónico da balança de pagamentos, não geramos excedentes nem poupanças fiscais. Então a questão que se põe é onde é que o Governo vai buscar dinheiro para criar esse fundo soberano, porque se for para endividar o fundo não tem soberania”, considerou o secretário-geral da Câmara de Comércio de Sotavento (CCS), José Luís Neves.

Por seu lado, o presidente da Câmara de Comércio de Barlavento (CCB), Belarmino Lucas, considera também que o Governo vai ter de ser “muito criativo” para dotar dos valores necessários para que esse fundo soberano se torne efectivo.

“Cabo Verde não tem petróleo e nem outras fontes de recursos relevantes e vai ter de encontrar formas de financiamento desse fundo, vai ter de ser criativo para dotar dos valores necessários para que ele se torne efectivo”, sugeriu.

MJB/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos