Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Governo delega competências ao município da Ribeira Grande de Santiago nos sectores agricultura e ambiente

Cidade Velha, 27 Jan (Inforpress) – O município da Ribeira Grande de Santiago passa a ter maior responsabilidade nos sectores agricultura e ambiente, ao abrigo de um protocolo de “Delegação de Competências”, rubricado hoje com o Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA).

O protocolo foi rubricado pelo ministro Gilberto Silva e pelo edil ribeira-grandense, Manuel de Pina, no Centro Cultural da Cidade Velha, no quadro das festividades do município da Ribeira Grande de Santiago.

Na ocasião, Gilberto Silva alegou que o processo de delegação de competências, iniciado já com algumas câmaras municipais, onde o MAA não dispõe de uma delegação sedeada, é uma forma de trabalho que irá favorecer as comunidades e os municípios.

Isso porque, realçou, com assunção da responsabilidade, os municípios vão participar na realização de um conjunto de actividades que têm a ver com a agricultura e o ambiente no seu concelho.

“Entendemos ser uma boa medida prevista, desde inicio, na orgânica do ministério e que vai trazer um conjunto de vantagens. Com isso, vai haver melhor integração dos sectores da agricultura e ambiente, com várias outras acções que fazem parte das atribuições dos municípios no terreno a favor das comunidades com maior proximidade, maior eficiência e efectividade na execução das mesmas”, disse.

Neste particular, Gilberto Silva lembrou que quem delega não transfere, ou seja, o ministério delega competências, mas tem a responsabilidade de zelar para que as habilitações delegadas continuem a produzir efeitos necessários.

Sublinhou ainda, que com a aprovação dos novos estatutos dos municípios, o Governo entendeu reforçar a competência dos municípios no domínio da agricultura, ambiente e pesca artesanal, e lembrou que logo quando forem aprovados os estatutos, a delegação de competências será objectivo de transferência no quadro da legislação aprovada.

Posto isto, apelou aos técnicos e funcionário do ministério e câmara a efectivarem o que está no protocolo, para uma boa articulação entre as partes, no sentido de fazer com que as actividades previstas sejam realizadas e que sirvam para que “todos possam ganhar”.

Para o autarca Manuel de Pina, trata-se de mais um acto de empoderamento de território, assunto que o Governo desta legislatura tem apostado para a descentralização e a promoção e o desenvolvimento local.

“É nessa estratégia que acabamos por aprovar pela Assembleia Municipal o nosso plano estratégico de desenvolvimento local, numa perspectiva firme do desenvolvimento que abrange agricultura, pesca pecuária, turismo, cultura e outros para melhor tirarmos proveito dos parcos recursos do nosso município”, afirmou.

A agricultura, a pecuária e o ambiente, acrescentou, fazem parte do plano aprovado e que irá ajudar a desenvolver a zona rural, pelo que, salientou a perspectiva da autarquia é trabalhar em sintonia com os serviços centrais do ministério e os trabalhadores afectos numa perspectiva de desenvolvimento e de optimização dos recursos e procedimentos.

Conforme Manuel de Pina, o município da Ribeira Grande de Santiago foi este ano, assim como os anos anteriores, afectado pelo mau ano agrícola, começando a ter dificuldades de água nos sistemas de abastecimento quer para agricultura, quer para abastecimento público.

“Esta descentralização veio em boa altura, e precisamos aproveitar toda a nossa sinergia e esforços para mitigar o mau ano agrícola, explorar melhor a agricultura, dar atenção especial a pecuária e fomentar o desenvolvimento rural em toda a sua dimensão”, afirmando tratar-se de uma decisão acertada que ajudará a diminuir o desemprego nos municípios.

O processo de delegação de competências iniciou-se com as câmaras municipais onde o MAA não possui delegação sedeada, nomeadamente Paul, Tarrafal de São Nicolau, Ribeira Grande de Santiago, São Salvador do Mundo, São Lourenço dos Órgãos, Mosteiros e Santa Catarina.

PC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos