Governo decide fazer investimento público na Inforpress, SA

 

Cidade da Praia, 07 Abr (Inforpress) – O Governo decidiu fazer investimento público na Agência Cabo-verdiana de Notícias (Inforpress), depois de analisar um estudo encomendado sobre este órgão público de informação.

Esta decisão foi tomada quinta-feira durante a habitual reunião do Conselho de Ministros, realizada na Cidade da Praia.

O estudo “O futuro da Inforpress – que cenários?”, realizado pela empresa cabo-verdiana PD Consult, em Março último, debruçou-se sobre a viabilidade de modelos de sustentabilidade económica e financeira da Inforpress.

A Inforpress, segundo o mesmo estudo, conta com 42 colaboradores, sendo 30 efectivos, entre os quais cinco em regime de licença sem vencimento e um em comissão de serviço, e seis prestadores de serviço.

Actualmente, conta com 26 jornalistas, (cinco em regime de licença sem vencimento) 12 dos quais na redacção central e os restantes espalhados pelos diversos concelhos do país.

A Agência Noticiosa Cabo-verdiana (Cabopress) foi formalmente criada em Dezembro de 1984. Contudo, teve de aguardar por outros quatro para acolher os primeiros jornalistas profissionais, habilitados com um curso básico de jornalismo, realizado em Cabo Verde, uma colaboração da Lusa.

Em 1997, foi extinta a Cabopress para dar lugar à Inforpress (Empresa de Produção e Divulgação de Informações), com esta a assumir uma maior vocação empresarial.

LC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos