Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Governo considera que situação de “evacuação” inter-ilhas é hoje melhor que há um ano

 

Cidade da Praia, 25 Jul (Inforpress) – O ministro dos Assuntos Parlamentes, Fernando Elísio Freire, disse hoje que o Governo está a trabalhar para resolver, de vez, o problema das “evacuações”, mas salientou que a situação actual é muito melhor do que há um ano.

Fernando Elísio Freire, que falava no período da antes da ordem do dia, no Parlamento, considerou que há um “aproveitamento imoral” do problema das evacuações de doentes por parte de algumas pessoas.

O assunto saúde foi introduzido pelo deputado do Movimento para a Democracia (MpD) David Gomes, que falou das diversas intervenções e colocou foco nos projectos iniciados e em carteira com a governação do MpD para mostrar que o executivo está a dar uma “boa atenção” ao sector.

A declaração de David Gomes suscitou reacção dos parlamentares do PAICV (oposição). A deputada pelo círculo eleitoral do Sal lembrou que sempre houve investimentos no sector de saúde e apontou uma série de realizações da governação anterior, acrescentando ainda que vários projectos apontados pelo colega do MpD são já financiados pelo Governo anterior.

Ana Paula Santos salientou que o que importa, agora, é falar desse um ano e tal de mandato do Governo do MpD e apontou o “problema grave” das “evacuações” e da “falta técnicos e médicos em todas as estruturas da saúde” que se vive actualmente no país.

“Nós, antes, na ilha do Sal, tínhamos seis médicos hoje nós temos três clínicos gerais para fazer urgência de 24 horas. Nós temos todas as estruturas que fazem as urgências em Cabo Verde com dificuldades de conseguir trabalhar para dar respostas necessárias porque temos dificuldades em termos de médicos”, apontou.

Em jeito de resposta, o ministro dos Assuntos Parlamentares e Presidência do Conselho de Ministros e ministro do Desporto, Fernando Elísio Freire, disse que na questão das evacuações há um aproveitamento imoral da situação, salientando que a situação de hoje é melhor do que há um ano.

“Todo mundo sabe como eram feitas as evacuações há um ano atrás e hoje a situação é muito melhor. Sabemos que não é a situação ideal e é por isso que o Governo está a trabalhar para que tenhamos a solução, isto é, mecanismos próprios de evacuação inter-ilhas e envolver os meios disponíveis no país e, se for necessário avançar para aquisição de aparelhos avançar-se-á”, afirmou.

Fernando Elísio Freire adiantou que, neste momento, há um processo que envolve os Ministérios da Saúde, da Família e Inclusão Social e da Defesa e o Instituto Nacional de Previdência Social (INPS), tendo em vista uma resolução definitiva das evacuações.

No que refere à questão dos médicos, o governante precisou que há uma diferença de “apenas dois médicos” entre um ano e outro devido à saída de profissionais para a especialidade.

Contudo, adiantou que Governo contratou, através de concurso público, mais 20 médicos e que, neste momento, abriu-se a possibilidade para o recrutamento de mais 15.

Fernando Elísio Freire sublinhou que o executivo está ciente de que há uma grande expectativa da população sobre o sector da saúde, mas, por outro lado, garantiu tudo está a ser feito para aumentar a proximidade do sector da saúde à população para que todos tenham acesso igualitário aos cuidados de saúde.

“Até ao final da legislatura a previsão é de investir cerca de três milhões de contos no sector da saúde”, precisou anunciado a criação de uma agência reguladora do sector da saúde para promover o sector privado e um centro de diagnóstico e laboratório de saúde pública para ajudar na questão da prevenção e da saúde pública.

MJB/CP

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos