Governo confiante na retificação do acordo de mobilidade por parte de todos os países da CPLP

Cidade da Praia, 06 Out (Inforpress) – O ministro da Família, Inclusão e Desenvolvimento Social, Fernando Elísio Freire, disse hoje, na Cidade da Praia, estar confiante na retificação do Acordo de Mobilidade entre os Estados-Membros da CPLP por parte de todos os países.

Fernando Elísio Freire fez estas declarações à imprensa, à margem da abertura do X Encontro de Escritores de Língua Portuguesa (EELP), que acontece pela quinta vez em Cabo Verde, este ano subordinado ao tema geral “Insularidade e Universalidade na Literatura”, organizado pela Câmara Municipal da Praia e a União das Cidades Capitais de Língua portuguesa (UCCLA), em parceria da Empresa de Mobilidade e Estacionamento da Praia (EMEP), reunindo mais de 25 escritores da lusofonia.

“Creio que todos os países vão rectificar o acordo porque é este o caminho que nós queremos para a CPLP, em que todos estejam engajados”, perspectivou o governante, sublinhando que o acordo está a decorrer “bem”.

“Quando assinamos um acordo, o nosso espírito tem que estar de acordo com a nossa assinatura”, assinalou o ministro, acreditando que todos os Estados membros da CPLP tenham o “mesmo espírito que Cabo Verde se encontra neste momento”, o de “cumprimento total” dos acordos assinados.

“Na prática, vamos caminhando na construção deste espaço que queremos que seja único de cidadãos, de cidadania. Quando há cidadania, significa que há participação, e para se ter participações as pessoas têm que se deslocar de um lado para o outro, é este espaço que temos que continuar a construir”, acrescentou.

Quanto ao lema do X EELP “Insularidade e Universalidade na Literatura”, Fernando Elísio Freire ressalvou que o mesmo vai ao encontro, sobretudo, daquilo que é a construção da história do arquipélago.

“Um país insular que se fez universal, através da cultura, da nossa imensa diáspora e dentro de um espaço CPLP quer também essa universalidade, por isso que o governo de Cabo Verde sempre esteve na linha da frente sobre a mobilidade dos cidadãos no espaço da CPLP. Creio que o encontro dos escritores aqui em Cabo Verde é mais um passo no sentido de cada vez mais universalidade dentro do espaço da CPLP”, salientou o governante.

TC/JMV

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos