Governo atribuiu 13 milhões de escudos aos órgãos de comunicação social privados do país

Cidade da Praia, 03 Abr (Inforpress) – O Governo acaba de atribuir cerca de 13 milhões de escudos de incentivos a repartir entre a imprensa escrita, digital e às rádios privadas do país, no âmbito do Decreto-lei nº 55/2017 que estabelece o regime de incentivos do Estado à Comunicação Social.

A informação foi avançada hoje à imprensa pelo Governo, através de um comunicado de imprensa, anunciando que este ano receberam através da Direcção-Geral da Comunicação Social oito candidaturas de órgãos nacionais impresso e digital para o Incentivo do Estado à Comunicação Social.

O Expresso das Ilhas (impresso e digital) e a “A Nação” (impresso e digital) entregaram duas candidaturas cada, o jornal Terra Nova (impresso), Alfa Comunicações (Impresso), Notícias do Norte (digital) e Mindel Insite (digital) apresentaram uma candidatura cada.

Assim sendo, aos órgãos de comunicação social que editam em suporte papel foram atribuídos um montante global de 9.401.825$00 (nove milhões, quatrocentos e um mil, oitocentos e vinte e cinco escudos cabo-verdianos).

Por sua vez, os órgãos de comunicação social que editam em suporte digital receberam um montante global de 2.020.731$00 (dois milhões, vinte mil setecentos e trinta e um escudos).

Num montante global, foram atribuídos aos órgãos de comunicação social que editam as publicações em suporte impresso e digital, um total de 11.422.556 (onze milhões, quatrocentos e vinte e dois mil, quinhentos e cinquenta e seis escudos).

O novo regime de incentivo à comunicação social, aprovado em Conselho de Ministros a 14 de Setembro de 2017, introduziu também incentivos aos órgãos de comunicação social on-line e o meio digital, uma medida que, segundo o Governo, vem responder à demanda desse novo canal de comunicação que vinha ficando de fora do quadro do Incentivo do Estado.

No comunicado em apreço, o Governo explica que o montante total do Incentivo do Estado à comunicação social é no valor de 15 milhões de escudos cabo-verdianos e que o valor remanescente de 3.577.444$00 (três milhões, quinhentos e setenta e sete mil, quatrocentos e quarenta escudos), será destinado a financiar projectos e contratos programa com as rádios comunitárias.

O mesmo documento refere ainda que, com a atribuição dos incentivos aos órgãos de comunicação social, o Governo estabelece de forma clara um novo paradigma e uma nova visão com vista a desenvolver esse sector.

AM/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos