Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Governo aprova lei que salvaguarda os direitos de formação dos atletas das escolas de iniciação desportiva (c/áudio)

Cidade da Praia, 22 Fev (Inforpress) – O Conselho de Ministros (CM) aprovou na quinta-feira, 03, o projecto de decreto-regulamentar que estabelece o regime jurídico das escolas de iniciação desportiva para salvaguardar os direitos de formação dos atletas.

Em conferência de imprensa hoje, na cidade da Praia, o porta-voz da reunião ministerial, Fernando Elísio Freire, explicou que com este decreto regulamentar as escolas de formação passaram a ter direito a recompensa e subsídios pela formação de atletas em qualquer modalidade.

“Como sabem existem muitos cabo-verdianos que são hoje profissionais em várias modalidades, mas que passaram pelas escolas de formação aqui em Cabo Verde, mas que infelizmente não usufruíram da formação desses atletas”, lembrou o governante.

Por isso, o ministro avisou que as escolas devem estar inscritas nas respectivas associações e nas federações e estas filiadas nos organismos internacionais para salvaguardarem esse direito de formação.

“As escolas de formação terão uma autonomia própria e serão uma entidade jurídica e a legislação vem também definir o quadro de pessoal técnico que deve trabalhar nas escolas de iniciação desportiva, uma obrigatoriedade de cada federação em articulação com as respectivas associações”, ajuntou Fernando Elísio Freire que é também ministro do Desporto.

Informou ainda que todas as associações têm até 31 de Outubro de cada ano para enviar para as respectivas federações a lista actualizada de todas as escolas de formação, que visa crianças de cinco a 18 anos, na respectiva modalidade.

“Cada escola deve ter um professor e um monitor por cada 15 praticante e dois treinadores ou monitores por cada 30 atletas, permite as escolas terem uma acção muito mais pedagógica e melhor capacidade de formação e ter acesso a fundos públicos”, esclareceu.

Ainda no âmbito desportivo, o Conselho de Ministros aprovou o projecto-regulamentar que estabelece o regime jurídico das selecções nacionais e de outras representações desportivas nacionais, para definir a obrigatoriedade dos atletas representar as selecções nacionais em qualquer modalidade.

O projecto-lei que estabelece o regime jurídico dos organismos de investimento em empreendedorismo social foi outro diploma aprovado na reunião ministerial desta quinta-feira.


OM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos