Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Governo apresenta ao Parlamento proposta do Orçamento Rectificativo para 2021 orçado em 78 mil milhões de escudos

Cidade da Praia, 15 Jul (Inforpress) – O Governo entregou hoje a proposta do Orçamento Rectificativo para o ano 2021, orçado em 78 mil milhões de escudos, com um acréscimo na ordem de 0,1% na dotação inscrita na estimativa ainda em vigor.

Os 78 mil milhões de escudos representam despesas e receitas, incluindo endividamento, sendo o financiamento mobilizado, com recurso à dívida para financiar o Orçamento Retificativo de 23 mil milhões escudos (líquido), com o Governo a estimar “stock” equivalente a 158,6 por cento (%) do Produto Interno Bruto (PIB) até finais de 2021.

O Orçamento do Estado (que será agora substituído) previa um crescimento económico de 6,8 a 8,5% do PIB em 2021, na linha dos anos anteriores, uma inflação de 1,2%, um défice orçamental de 9,6% e uma taxa de desemprego de 17,1%, além de um nível de endividamento equivalente a 151,7% do PIB.

A ministra da presidência do Conselho de Ministro, Filomena Gonçalves, que apresentou a formalização desta proposta ao vice-presidente da Assembleia Nacional, Armindo da Luz, disse à imprensa que “o orçamento continua a ser de rosto humano, porque reforça o apoio às famílias, à saúde e às empresas”.

Revelou que este orçamento está virado sobretudo às famílias que carecem de uma atenção especial, por causa do momento que se está a viver, isto é, marcado pela pandemia da covid-19.

Anunciou, ainda a governante, que o Governo aproveitou o momento para dar entrada a proposta-de-lei que aprova medidas de flexibilização das regras orçamentais, enquanto “medidas fundamentais” para a execução deste orçamento e para que se possa, sobretudo, corresponder às necessidades do povo cabo-verdiano neste “momento tão difícil como o que se vive”.

Esta proposta de lei, explicitou, prevê medidas que irão permitir ao Governo reforçar, especialmente a área da saúde e continuar a apoiar as famílias, assim como os projectos sociais em curso, actualmente.

O diploma ora apresentado, adiantou, vai ser submetido ao Parlamento para análise, na segunda sessão deste mês de Julho, tendo Filomena Gonçalves garantido que o Governo tem toda a abertura para trabalhar com os sujeitos parlamentares para que haja o consenso que a mesma considera fundamental para a resolução dos problemas dos cabo-verdianos.

SR/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos