Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Governo anuncia “amplo programa” de economia social e solidária para pessoas com deficiência (c/áudio)

Cidade da Praia, 22 Jul. (Inforpress) – O Governo anunciou hoje que vai trabalhar e materializar um “amplo programa” de economia social e solidária para apoiar as pessoas com deficiência, no acesso ao desporto e no reforço e consolidação das ONG que lidam com este segmento da sociedade.

O anuncio foi feito pelo ministro da Família, Inclusão e Desenvolvimento Social, que explicou que esta estratégia passa pela criação das condições de maior proximidade e introdução de mecanismos de financiamentos que permitam o recrutamento de pessoas especializadas mais próximas da comunidade, visando uma verdadeira integração,

Fernando Elísio Freire falava durante um encontro de socialização das políticas e medidas do Governo com as ONG e associações que actuam na área das pessoas com deficiência.

O governante prometeu dar o “devido protagonismo” às organizações da sociedade civil e ONG de execução e promoção destas políticas.

O ministro adiantou que o Executivo está a trabalhar, igualmente, no sentido de, rapidamente, apresentar ao País uma estratégia nacional para a inclusão de pessoas com deficiência, alinhada com os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) do País e com a realidade das famílias.

“Nesta legislatura, o nosso objectivo é chegar a todas as famílias que têm uma criança com deficiência e vulnerável, permitir-lhes o acesso a rendimento social de inclusão. Também, a nível da saúde, permitir o acesso a todas as famílias que têm pessoas com deficiência ou que precisam de cuidados especiais, acesso à saúde de forma gratuita”, sublinhou.

A nível da educação, destacou o acesso gratuito das pessoas com deficiência desde o pré-escolar até ao ensino superior, passando pela formação profissional, prometendo fazer com que a lei de base de pessoas com deficiências seja cumprida, com enfoque essencial na promoção do emprego, dos direitos e a eliminação da discriminação.

O Governo, clarificou, vai trabalhar no sentido das instituições públicas “com responsabilidades de eliminar a discriminação que neste momento existe para as pessoas com deficiência no acesso a edifícios públicos sejam removidos”.

O reforço da rede de cuidadores de crianças com deficiência, do acesso a pré-escolar, a creches foi prometido pelo governante, para que as crianças e as famílias com responsabilidades sobre crianças com deficiência possam ter acesso gratuito e de forma continuada.

SR/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos