Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Maio: Governo anuncia investimento para o Porto Inglês e diligências para dotar ilha de aeroporto internacional

Cidade da Praia, 15 Dez (Inforpress) – O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, anunciou hoje investimentos para a requalificação do porto marítimo do Porto Inglês e comprometeu-se a diligenciar no sentido de criar condições para dotar ilha do Maio de um aeroporto internacional.

Ulisses Correia e Silva fez essa comunicação na cerimónia de assinatura de um acordo entre o Governo de Cabo Verde e o representante da Internacional Holding Cabo Verde, que aconteceu esta tarde, no Salão de Banquetes do Palácio do Governo.

“Desde muito que se reconhece a ilha do Maio com enormes potenciais, mas nós estamos a ir mais à frente do que o reconhecimento, para concretizar o melhor aproveitamento dessas potencialidades, com retorno para dinamização da economia, criação de emprego e melhoria e qualidade de vida das pessoas da ilha”, disse.

Segundo o executivo cabo-verdiano, o projecto turístico “Little África Maio” de desenvolvimento turístico da ilha do Maio é o maior investimento de sempre realizado no país, pelo seu valor, atingindo 500 milhões de euros, e pelo impacto a nível de empregos, criação de riqueza, geração de receitas fiscais, da localização de empresas internacionais e de atracção de outros investimentos.

“Este projecto valoriza activos que a ilha possui, as suas ZDTIs, através de investimentos assegurados para infra-estruturação e desenvolvimento de um turismo sustentável que pretendemos tenha efeito multiplicador sobre outros sectores, criando mercados para agricultura, pecuária, pesca restauração, transporte e outros”, realçou.

Face a isso, Ulisses Correia e Silva destacou o potencial da ilha com o compromisso assumido pelas partes para a construção de importantes infra-estruturas, como o aeroporto, o porto marítimo de Pau Seco, assim como um hospital, através de investimentos privados e modelo de concessão a ser estabelecido no tempo próprio.

“O governo, desde a primeira hora, abraçou o projecto com muito interesse, mas também com responsabilidade exigível pela sua dimensão e repercussão. Enrique Banuelos nos dá tranquilidade e confiança de que iremos executar um bom projecto, pois, tem por detrás boas parcerias”, afirmou.

Conforme o primeiro-ministro, o impacto económico e social do projecto estende-se à ilha de Santiago e ao resto do país e posiciona o arquipélago lá onde ambiciona o Governo, com um truísmo sustentável, mas também com vocação de ser um hub para estabelecer pontes entre a África e a Europa.

Para o representante da Internacional Holding Cabo Verde, Enrique Banuelos, o projecto turístico “Little África Maio” não só pertence à ilha do Maio, como abrange todo o país, por possibilitar a criação de dois mil empregos, na fase de construção, e quatro mil postos de trabalho quando entrar em funcionamento.

“Tudo isso irá permitir ao Estado de Cabo Verde ter um grande apoio na arrecadação de receitas. O acto de hoje é muito importante, pois, levamos mais de dois anos a trabalhar juntos para chegarmos a este dia”, concluiu, sublinhando que o projecto, que irá arrancar logo que tiver todas as permissões necessárias, tem como pretensão ser “sustentável e de qualidade”.

O acordo foi rubricado entre o ministro da Finanças, Olavo Correia, e o representante da Internacional Holding Cabo Verde, Enrique Banuelos.

PC/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos