Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Governo anuncia criação de um polo da Escola do Mar no município de São Miguel

Cidade de Calheta, 11 Out (Inforpress) – O vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças anunciou hoje a construção de um polo da Escola do Mar em São Miguel, numa parceria com o Instituto de Emprego e Formação profissional, a autarquia municipal e o Campos do Mar.

Olavo Correia, que falava em declarações à imprensa, no sábado, no final da apresentação da candidatura do Movimento para a Democracia às autárquicas em São Miguel, disse que este projecto, que já vem de algum tempo, será viabilizado com a próxima equipa que assumirá os destinos de São Miguel, depois do dia 26 de Outubro.

“Vamos trabalhar neste conceito porque precisamos de criar condições para que os jovens de Santiago possam ter acesso à formação, sobretudo, na área do mar, onde nós temos enormes oportunidades”, disse.

O ministro ajuntou ainda que é necessário investirem, não só nas condições de acesso ao financiamento para que os pescadores possam ter botes, que os permitirá fazer a pesca mais longe e mais rentável, mas também apostar na formação profissional em toda a cadeia de valor da pesca, desde produção, tratamento e comercialização.

Tudo isso, frisou, com o propósito de fazer da pesca um sector de actividade económica gerador de valor e de rendimentos para todos os que se dedicam a esta actividade.

Outra proposta avançada pelo governante é fazer de São Miguel um município piloto no que tange ao relacionamento entre Governo e as autárquicas na implementação de um único sistema de apoio a formação profissional e um único sistema de apoio a promoção empresarial.

“Muitas vezes nós temos sistemas iguais em que o Governo intervém, mas também as câmaras municipais e os jovens empresários e os empresários muitas vezes ficam confundidos com esta intervenção. Então, é fundamental que tenhamos uma forma única de intervir através de uma parceria que iremos estabelecer com procedimentos e protocolos para que possamos melhor servir”, justificou.

Olavo Correia, explicou, por outro lado, que com esta articulação, os empresários, os jovens empresários, as mulheres empresárias que queiram investir na agricultura, na pesca, no comércio, na indústria, na transformação agrícola e em todos os demais sectores da actividade económica, e a própria diáspora que queira investir, terá um contexto de menos burocracia.

Tudo isso, reconheceu o governante, vai exigir um trabalho de ‘back office’ de “parceria perfeita” entre o Governo e a câmara municipal.

“O município de São Miguel tem as condições para ser um dos municípios piloto nesta nova largada em relação a parceria e ao posicionamento das relações entre o Governo e as câmaras municipais”, assegurou.

A primeira Escola do Mar criada pelo Governo foi a de São Vicente, em Novembro de 2019, e tem por objecto principal desenvolver e implementar acções de formação básica modular e técnico profissional nos domínios da Economia Marítima, respondendo às necessidades nacionais e internacionais, tendo como base a experiência e recursos do Departamento de Transportes Marítimos da Faculdade de Engenharias e Ciências do Mar, antiga Escola Náutica de São Vicente.

AM/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos