Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Governo abre candidaturas para programa BA Cultura 2021 no formato online

Cidade da Praia, 22 Dez (Inforpress) – As escolas particulares, associações ou organizações não-governamentais de cariz artístico-cultural já podem submeter candidaturas ao programa Bolsa de Acesso à Cultura (BA Cultura) 2021, este ano no formato online, do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas.

De acordo com o comunicado do MCIC, as candidaturas podem ser entregues até o dia 31 de Janeiro de 2021, através do preenchimento do formulário online, disponível na página do Governo na Internet.

Podem candidatar-se ao programa projectos compreendidos em uma das seguintes três categorias: Na primeira categoria estão enquadradas as escolas particulares de iniciação artística, designadamente nas áreas de design, artes plásticas, dança, fotografia, música, teatro e linguagem corporal.

Na segunda podem submeter as associações sem fins lucrativos de cariz artístico, designadamente nas áreas de design, artes plásticas, dança, fotografia, música, teatro e linguagem corporal.

Na terceira categoria podem concorrer as organizações não-governamentais de cariz artístico, designadamente nas áreas de design, artes plásticas, dança, fotografia, música, teatro e linguagem corporal.

A apresentação de candidaturas pode ser efectuada em formulário específico disponibilizado no link de candidatura disponibilizado no site www.governo.cv e nas páginas do facebook do Governo de Cabo Verde, Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas e Bolsa de Acesso à Cultura.

O programa Bolsa de Acesso à Cultura tem como objectivo dar acesso e massificar o ensino das artes em Cabo Verde.

A missão do programa, segundo o comunicado, é garantir que a população com menos recursos não fique excluída da “fruição da arte” e também dar sustentabilidade às pequenas iniciativas das escolas de ensino artístico, financiando as propinas dos alunos que são de famílias com baixo poder económico, para a frequência de aulas, ateliês e workshops de pintura, dança, música, teatro.

O programa BA Cultura é financiado a 100 por cento (%) pelo Governo, através do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas e sob a coordenação da equipa BA Cultura.

Aos beneficiários do programa é garantido o pagamento de propinas dos alunos e, garante, por outro, a sustentabilidade das iniciativas de escolas de ensino artístico, para que não haja exclusão cultural no seu todo.

De 2017 a esta parte, o programa já beneficiou 6.196 (seis mil e cento e noventa e seis) crianças, directamente, com bolsas para o ensino da arte a nível nacional.

AM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos