Governante enaltece diplomatas cabo-verdianos pela competência e experiência colocadas a favor do País 

Cidade da Praia, 08 Dez (Inforpress) – O ministro dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Integração Regional fez hoje um “balanço positivo” sobre a actuação da diplomacia cabo-verdiana durante os anos da seca e da covid-19 enaltecendo os quadros pela sua competência e experiência.

“Devo dizer que os esforços foram muitos apesar das limitações existentes. Nestes últimos anos a diplomacia cabo-verdiana mostrou a sua garra, por exemplo, no combate aos efeitos da covid-19”, disse Rui Figueiredo Soares, para quem os diplomatas cabo-verdianos fizeram um “grande percurso” a nível das parcerias bilaterais e multilaterais para combater o vírus.

Para o governante, a diplomacia cabo-verdiana tem estado a marcar pontos, isso referindo-se a guerra motivada pela invasão da Rússia à Ucrânia, em que Cabo Verde tomou a sua posição em prol da defesa do estado de direito democrático, do direito internacional, a não ingerência de assuntos internos e de salvaguarda da integridade territorial dos países.

Referiu-se ainda sobre o efeito da tripla seca que levou a diplomacia cabo-verdiana a mobilizar vários parceiros na ajuda ao País.

Face a isso, enalteceu os quadros da diplomacia cabo-verdiana pela sua competência e experiência que têm colocado à altura dos desafios que lhes são impostas.

PC/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos