Governante da Mauritânia diz que seu país está interessado em reforçar cooperação com Cabo Verde

Cidade da Praia, 19 Mar (Inforpress) – O ministro do Ensino Superior, Pesquisas Científicas e Tecnologia de Informação e Comunicação da Mauritânia, Sidi Mohamede, disse hoje que o seu país está interessado em “reforçar” as relações com Cabo Verde que, segundo ele, são “muito antigas”.

O governante mauritaniano, que se encontra de visita ao arquipélago, lembrou que os dois países têm “relações políticas amistosas”, que datam desde a independência de Cabo Verde, a 5 de Julho de 1975, além de terem em comum uma “longa fronteira marítima”.

“Estou muito orgulhoso de visitar este país para ver o seu nível de desenvolvimento”, afirmou Sidi Mohamede, em declarações à imprensa, depois de uma breve visita de cortesia ao vice-primeiro-ministro, Olavo Correia.

Segundo ele, o objectivo desta visita visa essencialmente conhecer a experiência de Cabo Verde em matéria de  desenvolvimento das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC).

“Pretendemos, ainda, reforçar a cooperação no domínio do ensino superior entre os dois países”, precisou, acrescentando que a Mauritânia está interessada em conhecer a “rica experiência” cabo-verdiana no domínio da governação electrónica.

Depois do encontro com Olavo Correia, a delegação mauritaniana visitou o Data Center do Núcleo Operacional para a Sociedade de Informação (NOSi), ao que se seguiu a visita ao presidente do conselho de administração da Cabo Verde Telecom.

Na quarta-feira, Sidi Mohamed tem previsto um encontro de trabalho com a sua homóloga cabo-verdiana, Maritza Rosabal, seguido de uma visita à Agência Reguladora do Ensino Superior (ARES).

Antes de deixar o país, no dia 22, a delegação da Mauritânia vai ser recebida pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva.

A República Islâmica da Mauritânia é um país situado no noroeste da África e localiza-se na região do deserto do Saara, fazendo fronteira com o Oceano Atlântico, a oeste, com o Senegal, a sudoeste, com o Mali, a leste e sudeste, com a Argélia, a nordeste, e com o Marrocos, a noroeste.

Em 2001, este país da África do Norte descobriu importantes jazigos petroleiros em “offshore” com uma capacidade de produção de 75 mil barris por dia graças ao investimento da companhia australiana “Woodside”.

Estes jazigos estão a ser explorados desde meados de Março de 2006.

LC/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
[wd_asp elements='search' ratio='100%' id=2]
    • Categorias

  • Galeria de Fotos