Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Gasóleo mais barato enquanto gasolina e petróleo ficam mais caro a partir de meia-noite de hoje

Cidade da Praia, 31 Jãn (Inforpress) – A Agência Reguladora Multissectorial da Economia (ARME) estabeleceu novos preços máximos dos combustíveis, com o gasóleo mais barato, enquanto a gasolina e o petróleo registaram aumento a partir da meia-noite de hoje.

Segundo um comunicado da Agência Reguladora Multissectorial da Economia, o gasóleo normal passa a ser vendido a 101,80 ECV/L, o gasóleo para electricidade a 86,60 ECV/L e o gasóleo marinha a 73,30 ECV/L.

Os preços do Butano, da gasolina e do petróleo, de acordo com a agência reguladora, aumentaram, sendo que a gasolina passa ser vendida a 125,90 ECV/L.

Os preços do gás butano também aumentaram, passando a ser vendido a granel por 133,10 ECV/kg, sendo que as garrafas de 3 kg passaram a custar 379,00 ECV, as de 6kg, a 779,00 ECV, as de 12,5 kg, a 1.664,00 ECV e as de 55 kg, a 7.322,00 ECV.

Os preços do fuelóleo 180 e fuelóleo 380 aumentaram, passando a ser vendidos a 51,60 ECV/L e 58,10 ECV/L, respectivamente.

Comparativamente ao período homólogo, a entidade reguladora explica que a variação média dos preços dos combustíveis corresponde a um aumento de 3,57%, e que em relação à variação média ao longo do ano em curso corresponde a um aumento de 1,99%.

Durante o mês de Janiero, proseguiu, o preço do petróleo no mercado internacional apresentou alguma volatilidade, registando uma tendência de descida (1,64%) relativamente ao mês de dezembro.

A mesma entidade avanca que a normalização do clima de tensão entre os EUA e o Irão, o anúncio do cenário de excesso de oferta do petróleo para o 1º semestre de 2020 e o pessimismo dos mercados em relação aos efeitos que o coronavírus possa vir a ter sobre actividade económica a nível mundial pressionaram em baixa as cotações do petróleo.

Para alem disso, o mês de Janeiro ficou marcado ainda pelo ataque aéreo dos EUA, que vitimou um dos principais responsáveis do regime iraniano e pela assinatura da primeira fase do acordo comercial entre os EUA e a China, situações essas que inibiram descidas mais acentuadas das cotações.

A ARME salienta que a cotação do último dia útil do mês de janeiro do câmbio EUR/USD, tendo como referência a BLOOMBERG, evidenciou uma depreciação do euro face ao dólar dos Estados Unidos, em 1,62% (1,1048), comparado ao câmbio do último dia do mês, constitui um dos factores da subida dos combustíveis no mercado interno, tendo em conta que o petróleo é negociado em dólares.

Consta ainda que a evolução dos preços dos produtos petrolíferos no mercado internacional, aliada à depreciação do euro face ao dólar americano e ao aumento do Premium para fornecimento de combustíveis, determinaram os preços dos combustíveis, ora fixados, no mercado nacional.

Os novos valores do parâmetro CP (Custo de Aquisição do Produto) e os correspondentes preços máximos de venda ao consumidor final dos combustíveis regulados vigoram de 01 a 29 de Fevereiro de 2020.

VD/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos