Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Gás butano mais caro e outros combustíveis mais baratos a partir de 01 de Setembro – ARME

Mindelo, 31 Ago (Inforpress) – Os combustíveis fósseis como gasolina e gasóleo estarão mais baratos a partir de 01 de Setembro, excepto gás butano, que teve um aumento de 2,29%, conforme relatório divulgado hoje pela Agência Reguladora Multissectorial da Economia (ARME).

De acordo com a nova tabela divulgada pela ARME, o gasóleo normal passa a ser vendido a 99,20 escudos por litro, a gasolina custa agora 130,60 escudos e o petróleo a 82,60, gasóleo para electricidade passa para 83,90 escudos e o gasóleo marinha a 71,00; o fuel 380, a 78,30 e o Fuel 180, a 81,20.

O gás butano, único combustível revisto em alta neste mês, será vendido a granel por 147,10 escudos por litro, sendo que as garrafas de três quilos passam a custar 419 escudos; as de seis, 883 escudos, as de 12,5 quilos, a 1.839 escudos e as de 55 quilos, a 8.090 escudos.

ARME justificou estes valores com os dados publicados no Platts European Marketscan´ eLPGasWire´, que mostra que os preços médios dos combustíveis nos mercados internacionais, cotados em dólares americanos por tonelada, “inverteram a tendência de subida e desceram durante o mês de Agosto 1,69 por cento (%), relativamente ao mês de julho, exceptuando o butano.

“A evolução dos preços dos produtos petrolíferos no mercado internacional, aliada à depreciação do euro face ao dólar americano, convergiram para a subida do preço de venda do butano e descidas dos preços de venda dos restantes combustíveis no mercado nacional”, lê-se na nota enviada pela agência reguladora.

Assim, no mercado interno, os preços do gasóleo Normal, gasóleo electricidade e gasóleo marinha diminuíram 1,68%, 2,10% e 2,07%, respectivamente.

A gasolina e o petróleo desceram, segundo a mesma fonte, 1,43% e 2,59% respectivamente e os preços do fuelóleo 180 e fuelóleo 380 diminuíram 2,64% e 2,61%, respectivamente.

O butano registou um aumento de 2,29%, o que corresponde a um decréscimo médio dos preços dos combustíveis de 1,60%.

Comparativamente ao período homólogo (Setembro de 2020), a variação média dos preços dos combustíveis corresponde a um aumento de 33,2% e, relativamente à variação média ao longo do ano em curso, ela corresponde a um acréscimo de 8,2%, explicou a ARME.

LN/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos