Tarrafal: Edilidade reúne-se com parceiros para traçar planos de prevenção para a época das chuvas

 

Tarrafal, 04 Jul (Inforpress)- A Câmara Municipal do Tarrafal de Santiago reuniu-se hoje com os parceiros para traçar as linhas estratégias de preparação e prevenção para a época das chuvas, com vista a salvaguardar a segurança das pessoas e bens.

Com o anúncio de que a previsão fluviométrica para 2017 prevê chuvas dentro da média ou acima da média para Cabo Verde, a vereação do Saneamento, Ambiente e Protecção Civil reuniu-se com os representantes da delegação do Ministério da Agricultura, Protecção Civil de Santiago Norte, e delegação do Ministério da Educação e Saúde para recolha de subsídios.

Segundo o vereador Inácio Barbosa, a edilidade já iniciou com o processo de prevenção, com a limpeza das ribeiras, o levantamento das habitações em risco de desabar e a transmissão de algumas informações sobre os procedimentos a ter em situações de emergências.

“Estamos a fazer a limpeza para que as linhas de água fiquem livres, que não prejudiquem nenhuma família e para que não haja inundações”, disse.

Neste momento, informou, 20 casas já foram identificadas nas zonas de Colhe Bicho, Montesina e Achada Tenda e durante esses dias vão continuar com o processo de identificação, para no final tomarem alguma medida de prevenção.

A autarquia espera contar com a colaboração dos parceiros, para que as mensagens de sensibilização cheguem a todos os cantos do concelho, pois , segundo o autarca, quando “mais parceiros envolvidos mais resultados vão obter nesta campanha”.

O comandante do Comando Regional da Protecção Civil de Santiago Norte, Amaro Varela, alertou para a questão de prevenção antes da chuva, ou seja, com a prática de queimadas para a limpeza dos terrenos agrícolas.

“Apelamos aos agricultores que façam uma queimada responsável e segura, que não acabe em incêndios e que não abandone os lugares até que o fogo termine. Já registamos alguns incêndios em Linguareira e no perímetro agrícola do Colonato. Por isso, é uma preocupação e temos estado a trabalhar com os parceiros na sensibilização”, alertou.

Amaro Varela assegurou que a sua cooperação já está “preparada e equipada” para dar respostas às situações de inundações ou outras que advêm do excesso de precipitações.

O responsável adiantou que a Protecção Civil também tem estado a trabalhar na questão da prevenção, informando as pessoas sobre o período para a limpeza de lixos á volta das suas casas, na identificação das zonas com perigo de desabamento das rochas e casas em riscos de inundações.

Apesar deste trabalho de sensibilização, a Protecção Civil espera contar com o apoio de cada uma pessoa e com as autoridades e forças, caso houver situações de riscos.

AM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos