Gala do desporto: Edy Tavares destacado como “alto prestígio” e selecção de atletismo CPLP como “personalidade do ano”

Porto Novo, 11 Nov (Inforpresss) – A gala nacional do desporto galardoou, sábado, os atletas e dirigentes que se destacaram, em 2018, nas respectivas modalidades, atribuindo os prémios de “alto prestígio” e “personalidade do ano”, respectivamente, a Edy Tavares e selecção de atletismo CPLP.

O prémio ao Edy Tavares  foi  entregue pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, para quem o basquetebolista cabo-verdiano, a representar as cores do Real Madrid, tem prestigiado, “com a sua garra e determinação, Cabo Verde além-fronteiras”.

A selecção de atletismo, que representou Cabo Verde nos jogos da CPLP este ano, foi destacada como o galardão “personalidade do ano”, cuja entrega esteve a cargo do ministro do Desporto, Fernando Elísio Freire, que considerou que o combinado cabo-verdiano “orgulhou o país com as suas vitórias, mas também com a sua garra e persistência em elevar o nome de Cabo Verde”.

Nesta sexta gala nacional do desporto, que teve como palco, este ano, a cidade do Porto Novo, foi destacada a Rádio de Cabo Verde como órgão de comunicação social do ano, Benvindo Neves como jornalista desportivo do ano, e Comité Olímpico de Cabo Verde como instituição parceira.

Fabrício Duarte (futebol) foi premiado como árbitro do ano, Ivan Almeida (basquetebol) como atleta masculino da diáspora, Maria Andrade (taekwondo) como atleta feminina da diáspora, Fidel Mendonça (basquetebol) como atleta masculino residente e Maria Correia (andebol/voleibol) como atleta feminina residente.

Os prémios de dirigente do ano, treinador do ano e equipa do ano foram, respectivamente, para Ambrósio Furtado (escola de iniciação desportiva Esperança), Lito Aguiar e Académica da Praia, campeã nacional de futebol.

Gelson Rola (boxe) recebeu o prémio de atleta fair-play e Carlos Zandonai (atletismo) foi destacado como jovem promessa.

O prémio carreira foi atribuído a Carlos Alfama, Rute Ferreira e a Manuel Tavares.

A gala, que decorreu sob o lema “Promover o desporto, engrandecer Cabo Verde”, foi também uma oportunidade para a homenagem dos atletas santantonenses Luís Santos (ciclismo), Eliseu Fortes (atletismo) e Eder Alves (futebol).

Para o presidente da câmara do Porto Novo, Aníbal Fonseca, a escolha do seu município para receber esse evento foi “uma forma de se reconhecer o trabalho realizado, ao longo dos anos, em Santo Antão nas diversas modalidades”.

“Uma vez mais, Porto Novo provou que tem condições para realizar grandes eventos”, segundo o autarca, que considerou que, neste caso, “Cabo Verde saiu a ganhar”, com o nível da organização desta gala, que assinala ainda o dia do desporto cabo-verdiano, que se comemora este domingo.

JM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos