Futebol/Taça de Cabo Verde: Trio de arbitragem da ilha do Sal dirige jogo Travadores – Rosariense

Cidade da Praia, 03 Ago (Inforpress) – Um trio de arbitragem da região desportiva do Sal vai apitar, na quinta-feira, 03, no Estádio 25 de Julho, em Santa Cruz, o jogo da “final-four” entre os Travadores da Praia de Rosariense, de Santo Antão Norte.

Roberto Santos (árbitro principal), Otílio Fonseca e Francisco Teixeira (árbitros assistentes) formam o trio indigitado pela Comissão de Arbitragem da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF), sendo que para quarto árbitro foi escolhido Nedil Vaz, de Santiago Norte.

Para o jogo Palmeira (Sal) – Figueirense (Maio) foi nomeada uma equipa de arbitragem de Santiago Sul, comandada por Albertino Alves, que vai ser coadjuvado pelos árbitros assistentes José Lopes e Márcio Macedo.

O quarto árbitro é Adilson Cabral, da região desportiva de Santiago Sul.

As equipas finalistas da Taça de Cabo Verde em futebol vão ser conhecidas nesta quinta-feira, nos dois jogos da “final-four”, a serem disputadas no Estádio 25 de Julho, na cidade de Pedra Badejo, em Santa Cruz.

Na primeira partida, marcada para as 14:00, a Palmeira, da ilha do Sal, finalista vencido do campeonato nacional, defronta o Figueirense, da Ilha do Maio, formações que na primeira fase da prova eliminaram o Atlético de São Nicolau e Sal-Rei, da Boa Vista, respectivamente.

No segundo jogo, os Travadores da Praia defrontam o Rosariense, de Santo Antão Norte, no jogo mais aguardado desta “final-four”.

Para chegarem a esta fase da competição, a equipa encarnada da capital eliminou a Morabeza, da Brava, antes tinha deixado pelo caminho a Esperança da Calheta, em jogo da primeira eliminatória da prova.

Por seu lado, o Rosariense, que foi semifinalista do campeonato nacional, eliminou o Tarrafal de Santo Antão Sul.

A Federação Cabo-verdiana de Futebol teve que reagendar a realização das meias-finais da prova para quinta-feira, 04, mantendo a final para sábado, 06, no renovado Estádio Municipal 25 de Julho, em Pedra Badejo, Santa Cruz.

A ‘final-four’ da edição 2021/22 deveria iniciar-se com um jogo das meias-finais de quarta-feira e outro na quinta, mas a FCF decidiu pela realização das duas partidas no mesmo dia, justificando “inúmeras dificuldades na mobilidade das equipas participantes na Taça Cabo Verde”.

A Taça de Cabo Verde foi retomada três anos depois de a União Desportiva Santo Crucifixo, da Ribeira Grande (Santo Antão), ter conquistado a edição 2018/19, ao vencer o Palmeiras do Sal por 3-2, na final disputada no Estádio Nacional.

OM/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos