Futebol: Selecção readapta plano de treinos após confirmação de mais casos positivos da covid-19 no plantel

Cidade da Praia, 31 Dez (Inforpress) – O seleccionador nacional de futebol avançou hoje que face a confirmação de mais casos de covid-19 a equipa técnica fez a readaptação do plano de treinos, mostrando-se “confiante” que as coisas irão melhorar nos próximos dias.

Bubista fez estas declarações à imprensa, à margem do treino da selecção nacional realizado hoje, no Estádio da Várzea, tendo confirmado mais casos positivos envolvendo o treinador adjunto, Humberto Bettencourt, e futebolistas.

“A confirmação de casos positivos vai atrapalhar os trabalhos da selecção, tivemos de cancelar o treino de ontem, estamos a fazer o nosso possível e esperamos que proximamente tenhamos os nossos jogadores pelo menos em número, porque sabemos que em termos físicos é difícil ter o plantel completo em condições”, declarou.

Segundo o seleccionador, tendo em conta esta situação, a equipa técnica teve de fazer a readaptação do plano de treinos, de forma a garantir a continuidade dos trabalhos, tendo, no entanto, realçado que a equipa técnica está confiante que a situação irá melhorar.

“Estamos bastante confiantes que as coisas irão melhorar nos próximos dias e que estaremos em condições de ter a nossa equipa em máxima força e poder fazer o que almejamos desde o início que é a passagem de fases para o CAN”, declarou.

Por seu turno, o médico da selecção nacional, Humberto Évora, adiantou que o estado clínico dos jogadores é “estável”, salientando que a covid-19 impõe uma gestão da equipa face ao aumento de casos positivos no País e a gestão em termos psicológico e lesões desportivas dos jogadores nacionais.

“Em termos de covid-19, nós temos neste momento 11 atletas que testaram positivo e que temos que gerir, vamos ver o que acontece, estamos em cima dos acontecimentos, fazendo testes sucessivos praticamente diários e aparentemente os jogadores estão todos assintomáticos e bem”, adiantou.

Humberto Évora destacou, no entanto, “o espírito de união” que reina no plantel dos Tubarões Azuis, realçando que a instabilidade emocional que se gera com essa doença tem sido debelada pelo espírito de grupo que tem reinado entre jogadores.

Disse, por outro lado, que todo o esquema de treino fica condicionado face à confirmação de mais casos positivos da covid-19 pela falta de alguns jogadores, apontando que a equipa médica tem feito a gestão dos trabalhos.

Questionado para quando a selecção terá os jogadores de volta aos treinos, disse que esta situação é imprevisível e que a Selecção Nacional vai gerindo caso a caso.

A Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) anunciou hoje que o treinador adjunto Humberto Bettencourt e os futebolistas Vozinha, Marcio da Rosa, Ponck, Kenny Rocha, Garry Rodrigues testaram positivo para covid-19 na sequência dos testes de despistagem efectuados a todos os elementos da comitiva, na quarta-feira, 29.

A FCF indicou ainda na nota que no final da manhã de quinta-feira, 30, os elementos técnicos e os jogadores que testaram negativo voltaram a fazer novo teste PCR, tendo os resultados saídos na noite de quinta-feira assinalados mais dois casos positivos, os jogadores Keven Ramos e Jeffry Fortes.

O defesa Stopira foi o primeiro caso de covid-19 conhecido na selecção, logo no segundo dia da concentração.

Hoje, a selecção treinou no Estádio da Várzea e o treinador Bubista teve disponível os futebolistas Roberto Lopes, Steven Fortes, Dylan Tavares, Steve Furtado, João Paulo Fernandes, Marco Soares, Nuno Borges, Nenass, Jamiro Monteiro, Patrick Andrade, Lisandro Semedo, Willis Furtado, Willy Semedo, Gilson Tavares e Djaniny.

CM/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos