Futebol/Qualificação CAN’2021: Cabo Verde protesta jogo com Ruanda por erro técnico da equipa de arbitragem

Cidade da Praia, 18 Nov (Inforpress) – A Federação Cabo-verdiana de Futebol protestou terça-feira o jogo com o Ruanda (0-0) em Kigali, referente a quarta jornada do Grupo F de qualificação para CAN’2021, alegando erro técnico da equipa de arbitragem, com prejuízo para a selecção nacional.

Segundo informações avançadas à Rádio de Cabo Verde, pelo dirigente federativo que acompanha o combinado nacional nessa sua viagem ao Ruanda, trata-se de “uma violação do regulamento aprovado pela CAF para os dois jogos da terceira e quarta jornadas de apuramento para a Taça d’África das Nações’2021”.

Segundo Éder Semedo, “todas as federações foram informadas que nesses dois jogos seriam permitidas cinco substituições, em três momentos distintos, de acordo com o que a FIFA tinha aprovado desde Junho deste ano no quadro da pandemia da covid-19, medidas para facilitar o regresso de futebol, tendo em conta o calendário mais apertado”.

Para Éder Semedo, apesar de ser uma regra que se aplica pela primeira vez, “é uma obrigação de todos os intervenientes do jogo conhecer os regulamentos em vigor”, pois entende que o árbitro se equivocou quando “neste novo normal do futebol normal as substituições ao intervalo, não contam para as três oportunidades”.

Cabo Verde, de acordo com interpretações de Éder Semedo, fez duas substituições em simultâneas na segunda parte e mais tarde fez entrar o Dilan para uma segunda oportunidade, mas foi recusado uma quinta substituição à Cabo Verde, “que seria uma terceira oportunidade para entrar mais um jogador e o quarto árbitro impediu Cabo Verde de fazer substituição”.

Daí, considerou Éder Semedo, “o quarto árbitro violou o regulamento e as regras do jogo”, pelo que, assegurou, o protesto foi entregue ao comissário do jogo da CAF logo após ao final do jogo, e aguarda-se pelas decisões das instâncias superiores “por este erro grosseiro”.

Éder Semedo disse mesmo que no final do jogo, a equipa de arbitragem pediu desculpa a Cabo Verde, mas que atitude destas “não compensam os danos causados”.

Cumprida a quarta jornada, Camarões (já qualificada na qualidade do país anfitrião do CAN’2021), lidera o Grupo F com 10 pontos, seguida de Cabo Verde e Moçambique com quatro pontos, ao passo que Ruanda ocupa o último lugar com dois pontos.

Para além de Camarões neste grupo há uma vaga para os restantes três candidatos se qualificarem para a fase final do CAN’2021, entretanto adiada para 2022 por causa da pandemia da covid-19.

SR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos