Futebol/Inter-Ilhas: Santo Antão está “na máxima força” à espreita das meias-finais – treinador

Ribeira Brava, 04 Jul (Inforpress) – O seleccionador de Santo Antão, Émerson Rodrigues, “Palela”, disse hoje, na Ribeira Brava, que a sua equipa está “na máxima força” à espreita das meias-finais da Taça Independência (Inter-ilhas), que arranca esta sexta-feira, em São Nicolau.

“A equipa está na máxima força. Estamos a preparar bem o jogo”, disse Palela, quando fazia à Inforpress, a antevisão do jogo de estreia, frente a anfitriã São Nicolau, marcado para esta sexta-feira, a partir das 15:00, no Estádio Di Deus, na Ribeira Brava, a contar para o Grupo A.

O timoneiro de Santo Antão reconheceu, entretanto, que vão jogar contra uma selecção “bastante difícil, com bons jogadores, boa equipa técnica e que ainda joga em casa”.

“Nós também temos de fazer o nosso trabalho, convictos que temos de trabalhar muito para poder vencer o jogo”, acrescentou Émerson Rodrigues, informando que o ambiente do balneário “está tranquilo” e que Santão Antão tem “uma família unida” o que, aliás disse, “é a base do sucesso” que irão à procura.

Quanto ao apoio do público, Palela diz ter conhecimento de algumas pessoas de Santo Antão que se encontram na em São Nicolau.

“Mesmo se forem cinco ou 10 por cento de pessoas de Santo Antão a ver o jogo, espero que nos apoiem para que possamos contribuir para a alegria dos nossos adeptos, quer os que estão aqui em São Nicolau, quer os que estão em Santo Antão”, disse.

O objectivo de Santo Antão é, segundo o seu treinador, sempre chegar o mais longe possível. Relembrou ainda Palela que ilha já esteve três vezes numa final da uma Taça Independência e cinco vezes nas meias-finais.

“Mas o nosso objectivo, por enquanto, é atingir as meias-finais e, a partir daí, logo se vê”, finalizou o técnico de 37 anos.

O segundo jogo da tarde, a contar para o Grupo A, de acordo com o calendário actualizado da prova, será entre as selecções de Fogo e Brava, a partir das 17:00, no Estádio Di Deus. Nesta ronda, no mesmo grupo, fica isento o colectivo da ilha do Sal.

A Taça Independência, prova da Federação Cabo-Verdiana de Futebol, realiza-se de 05 a 16 deste mês, nos dois concelhos de São Nicolau, Ribeira Brava e Tarrafal, e envolve as selecções regionais das nove ilhas habitadas do país mais a Diáspora, que nesta edição vai estar representada pelos Estados Unidos da América.

A prova enquadra-se nas actividades alusivas ao 44º aniversário da independência nacional, que se celebra a 05 de Julho.

As dez selecções estão divididas em dois grupos de cinco: o combinado de São Vicente, detentor da Taça Independência, vai defender o título integrando o Grupo B, juntamente com as selecções regionais da Boa Vista, Santiago, Diáspora (EUA) e do Maio. Os jogos deste grupo acontecem no Estádio Municipal de Orlando Rodrigues, em Tarrafal.

O Grupo A é constituído pelas selecções regionais de São Nicolau, Santo Antão, Sal, Fogo e Brava, e os jogos serão realizados na Ribeira Brava, no Estádio Municipal Di Deus.

São Vicente é a ilha com maior de títulos conquistados nesta competição, cinco, seguida de Santiago, com quatro troféus, ao passo que Sal e Fogo têm uma conquista cada nas 11 edições já realizadas.

GSF/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos