Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Futebol/Fogo: Associação Regional de Futebol agenda para o dia 25 encontro com dirigentes dos clubes

São Filipe, 16 Set (Inforpress) – A direcção da Associação Regional de Futebol do Fogo, agendou para 25 de Setembro o encontro com os dirigentes dos clubes do primeiro e segundo escalões para analisar a retoma das actividades futebolísticas da época 2021/22.

O presidente da direcção da Associação, Pedro Pires, disse que os membros da direcção reúnem-se já no dia 18 para analisar o fecho da época 2020/21 e validar as equipas que serão promovidas e despromovidas.

Este disse que todos os dirigentes dos clubes conhecem as equipas do primeiro escalão que serão despromovidas e as do segundo que vão ascender ao primeiro escalão, lembrando que esta questão ficou regulamentada no início da época e que a direcção vai produzir uma deliberação em relação a época anterior.

No início desta semana a Associação encaminhou aos clubes do primeiro e segundo escalões o circular número um da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) época 2021/22, de 30 de Agosto que estabelece que as inscrições na plataforma Cabo Verde Football Connect para o escalão sénior decorrem de 01 a 30 de Setembro.

A formação do Atlântico, do segundo escalão, considerou que se trata de uma exigência sem que a associação marque uma assembleia geral para discutir a época passada e planificar a seguinte, lembrando que alguns clubes terão dificuldades em inscrever os seus atletas na plataforma.

Já a direcção do Vulcânico, lembra que até este momento não há nenhum pronunciamento sobre a época passada, se a mesma foi cancelada ou homologada com atribuição de campeões e com subidas e descidas de divisão.

“Há clubes que não sabem até agora, de forma oficial, se estão na primeira ou na segunda divisão. Como é que um clube inscreve jogadores ou um jogador se inscreve num clube não sabendo se estará na primeira ou segunda divisão”, questiona a direcção do Vulcânico, lembrando à Associação que os clubes são amadores e que gastaram muito dinheiro durante duas épocas, sem nenhum resultado e que ninguém diz nada e depois são obrigados a jogar sob pena de alguma punição.

“Precisamos de muitas informações, sobre condições existentes para a retoma, apoios, datas, infra-estruturas e se sem a vacinação não haverá retoma. Não queremos gastar dinheiro à toa outra vez, só porque a FIFA quer futebol, queremos ter certezas, porque como se vê, os clubes não acreditam que alguém lhes dará a mão”, referiu a direcção do Vulcânico em reacção à deliberação que fixa o prazo para a inscrição de jogadores.

O Nô Pintcha dos Mosteiros foi outra equipa que reagiu sobre a mesma deliberação, questionando o prazo, que, no dizer do presidente desta agremiação desportiva, os clubes do Fogo têm apenas 17 dias para realizar todos os trâmites necessários.

O Nô Pintcha lembra que ainda não há nenhuma decisão sobre o término da época passada e que os clubes não participaram em nenhuma assembleia para se tratar da organização da próxima época.

Sobre a inscrição, Pedro Pires disse que as dificuldades não são apenas da região desportiva do Fogo, mas a nível nacional, esperando que a FCF possa ponderar sobre o período das inscrições.

Sobre a época passada a Associação vai produzir uma deliberação no final desta semana e a preparação da próxima temporada está agendada para o dia 25 de Setembro.

Na preparação da próxima época há um conjunto de situações que têm de ser analisadas, nomeadamente a realização dos campeonatos regionais, que devem acontecer nos estádios Monte Pelado (Santa Catarina) e Francisco José Rodrigues (Mosteiros) e provavelmente nos campos de São Lourenço (São Filipe) e Ribeira do Ilhéu (Mosteiros), já que o estádio 5 de Julho vai receber obras e inclusive o relvado já foi removido.

Pedro Pires avançou ainda que é necessário analisar a questão do pagamento de árbitros e da polícia, as deslocações das equipas antes do arranque das actividades.

“Já temos uma planificação da época 2021/22 que prevê a realização de actividades como os campeonatos do primeiro e segundo escalões e a Taça Fogo, no escalão sénior masculino”, disse Pedro Pires, sublinhando que a ideia é iniciar o campeonato regional do primeiro escalão a 13 de Novembro, mas que é preciso ter recursos.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos