Futebol Feminino: Artur Estrela fala em vitória da” superação” – Carlos Barros promete voltar “muito mais forte”

Cidade da Praia, 03 Set (Inforpress) – O treinador Artur Estrela conquistou hoje o seu segundo título nacional de futebol feminino no comando do Llana (Sal) e considerou que este tem um “sabor de superação”.

“É uma vitoria da superação e reconhecemos que a ADEC foi melhor durante toda partida e tivemos a sorte e a inteligência de controlar o jogo na segunda parte”, disse Artur Estrela à Inforpress, momentos após a conquista do título nacional.

“Basicamente começamos a treinar aqui na Praia, e com um plantel bastante limitado conseguimos o objectivo de ser campeão de Cabo Verde”, acrescentou.

O treinador da ADEC, Carlos Barros, por seu lado, disse que o Llana teve a sorte do jogo e aproveitou duas falhas defensiva, prometendo, entretanto, para o ano, voltar mais forte.

“Acusamos a nossa juventude e falta de experiência e, com certeza, voltaremos mais forte” precisou o treinador micaelense, que se mostrou “satisfeito” pelo trajecto da sua equipa.

“Jogamos contra uma equipa forte e acostumada nessas andanças e, mesmo assim, demonstramos um bom futebol”, notou Carlos Barros, reiterando que vão voltar mais forte.

A equipa do Llana, do Sal, venceu hoje, a ADEC, da Calheta, por 2- 0, e sagrou-se pela segunda vez no seu historial campeã nacional de futebol feminino.

Na final disputada no Estádio 25 de Julho, em Santa Cruz, as micaelenses entraram melhor, criando, por Ticha e Suzy, duas oportunidades para marcar, mas foram as salenses, contra a corrente do jogo, a inaugurar o marcador.

No minuto 35, Kelisa, com um remate cruzado, após passe de Joyce, abriu o activo e volvidos mais cinco minutos, Geisy, com um cruzamento remate, fez o 2-0, resultado da primeira parte.

Na etapa regulamentar, a equipa da ADEC entrou sem a lucidez do primeiro tempo e somente levou perigo à baliza do Llana nos lances de bola parada.

Por seu lado, a formação do Llana aproveitou a maior experiência suas jogadoras para aguentar o resultado e manter o 2-0, conseguido ainda na primeira parte.

A equipa do Llana repete assim a   proeza de 2018 quando venceu os Seven Stars na final e a ADEC  perde na sua primeira presença  na final do campeonato nacional de futebol feminino.

A capitã Janice Lima, recebeu das mãos da primeira-dama, Débora Carvalho, a taça que consagrou a equipa do Llana como campeã de Cabo Verde, sucedendo ao Seven Stars.

As equipas da ADEC, da Calheta, e da Llana, do Sal, apuraram-se para a final do campeonato nacional de futebol feminino, eliminando nas meias-finais o Mindelense e os Seven Stars, pelo mesmo resultado de 1-0.

Lista das galardoadas

Equipa campeão: Llana (Sal)

Vice-campeão : ADEC (Calheta)

Fair-Play : Seven Stars (Praia)

Melhor jogadora: Cleidy (ADEC)

Melhor guarda-redes: Jacira (Llana)

Melhor da final: Nany (Llana)

Melhor marcadora: Kamoca (Seven Stars)

Mellhor treinador: Artur Estrela (Llana)

OM/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos