Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Fundo de Descentralização: Porto Novo recebe 15 mil contos para luta contra a pobreza no município

Porto Novo, 29 Jul (Inforpress) – Porto Novo, em Santo Antão, vai receber do Fundo de Descentralização 15 mil contos para o financiamento de projectos destinados à luta contra a pobreza e melhoria da qualidade de vida das populações, neste município, revela a autarquia.

A socialização dos projectos a serem financiados no quadro do Fundo de Descentralização, lançado em Maio, pelo Governo, foi tema de um workshop de dois dias, encerrado esta terça-feira na cidade do Porto Novo, em que participaram associações locais.

Segunda uma nota da câmara do Porto Novo, além de socializar e seleccionar os projectos, que vão ser apresentados pelo município, o workshop permitiu ainda aos participantes obterem conhecimentos no âmbito da elaboração de notas conceitual de projectos.

Porto Novo receberá, no âmbito deste fundo, uma verba de 15 mil contos, que “não corresponde às expectativas” deste município, declarou o presidente da câmara, Aníbal Fonseca, aquando do lançamento desta iniciativa pelo Governo de Cabo Verde.

O Fundo de Descentralização prevê 2,8 milhões de euros (308 mil contos) para financiar projectos às câmaras municipais e associações, sendo 2,3 milhões euros (253 mil contos) divididos para os 22 municípios e 500.000 euros (55 mil contos) distribuídos para os nove municípios-piloto do programa Plataforma para o Desenvolvimento Local e Objectivos 2030, do qual Porto Novo faz parte.

Porto Novo, segundo presidente da edilidade, vai poder receber os 15 contos para acções a nível do concelho, montante que dará para, “no máximo”, financiar dois projectos identificados no quadro do Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável (PEDS) deste município, para o período 2020/2030.

De acordo com o Governo, este fundo procura financiar projectos identificados e priorizados pelas câmaras e associações locais no quadro dos Planos Estratégicos Municipais de Desenvolvimento Sustentável (PEMDS), já aprovados.

Os projectos serão implementados até Julho de 2022.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos