Fundação Pedro Pires quer dar atenção especial no campo de reflexão da formação dos jovens

 

Cidade da Praia, 13 Abr (Inforpress) – O antigo Presidente da República, Pedro Pires admite que o Instituto de que é patrono já goza de uma boa rede de relações internacionais que poderá ser útil ao país, sobretudo no campo de reflexão da formação dos jovens.

Durante a sua visita hoje à Fundação José Maria Neves, onde inteirou-se dos propósitos e fundamentos desta instituição, o comandante Pedro Pires deixou em aberto a possibilidade de o Instituto Pedro Pires trabalhar conjuntamente com a Fundação José Maria Neves, considerando que existe um espaço de convergência para se debater assuntos relacionados com o desenvolvimento do País.

Em relação ao anúncio do Governo sobre isenção de vistos aos cidadãos da União Europeia e Inglaterra para a entrada no País, Pedro Pires disse ter evitado se pronunciar sobre as questões de governação, mas considera que Cabo Verde deve defender sempre os seus interesses, com vista a se valorizar.

“Nós não estamos nem por nem contra ninguém, somos por nós mesmos”, enfatizou Pedro Pires, para quem a governação deve reaver a sua posição se está ou não a defender os interesses dos cabo-verdianos, afirmando, entretanto, “que na vida não há almoços grátis”, pelo que coloca a questão da contrapartida.

Entretanto, sublinhou que acompanha tudo o que se passa na política cabo-verdiana, de modo a poder reflectir sobre o futuro, defender posições ou promover debates, mas que não se assume como um interventor directo.

SR/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos