Fundação José Damata apoia jovens na formação de marinha mercante

Cidade da Praia, 2020 Abr (Inforpress) – A Fundação José Damata Monteiro está a apoiar jovens na formação de marinha mercante, tendo já conseguido formar 15 jovens nessa área durante três anos.

Em entrevista à Inforpress, o presidente da fundação, Ismael da Silva, explicou que apesar de beneficiar jovens desde 2012 com bolsas de estudo, há apenas três anos que decidiram apoiar formações na área de marinha mercante. Já estão formados cerca de 15 jovens, muitos deles estão em fase de estágio e outros já estão a trabalhar em barcos na Europa.

“Estamos muito satisfeitos dos resultados até hoje. Também temos advogados, enfermeiras (mais de seis), secretários, formados em computação, administração, etc.  Tudo isso é baseado no amor ao próximo. E nós na fundação nem conhecemos as famílias dos nossos contemplados”, clarificou Isamel da Silva.

Para além da missão de promover mudanças de cariz económico e social, a ideia de apoiar jovens, de acordo com Ismael da Silva, serve para provocar nos beneficiários o espírito de solidariedade ao próximo para que no futuro também possam ser membros da fundação e apoiar outros jovens que queiram formar-se.

“Muitos dos nossos bolseiros dizem que quando formarem e conseguirem trabalho vão fazer o mesmo que a fundação fez por eles, pois sem a fundação não seria possível realizar os sonhos deles. Mas têm que ajudar um jovem que não conhecem. Essa é a nossa missão”, frisou.

Para além da marinha mercante, a fundação ofereceu nos últimos cinco anos mais de 150 bolsas para estudantes que frequentam vários cursos, sendo que mais de 80 por cento (%) estudam na Universidade de Cabo Verde (Uni-CV). Esse apoio, conforme Ismael da Silva, perfaz um total de 100 mil dólares.

A fundação José Damata Monteiro foi criada em 2012 por amigos da zona do Madeiralzinho, São Vicente, e emigrantes nos Estados Unidos(EUA) e na Europa.

A organização não-governamental (ONG) surgiu em homenagem a José Damata Monteiro, mindelense que por mais de 40 anos teve um papel activo e de ensinamento junto dos jovens da zona de Madeiralzinho, em São Vicente.

O foco da fundação esteve primeiramente nos problemas de cariz social e familiar da zona de Madeiralzinho hoje em dia a sua principal aposta está na educação dos jovens Mindelenses, mas também de outras ilhas de Cabo Verde através da atribuição de bolsas de estudo para ensino superior.

CD/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos