Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Francisco Tavares considera situação macroeconómica do País “complicada”

Cidade da Praia, 26 Nov (Inforpress) – O embaixador de Cabo Verde indigitado para Nigéria, Francisco Tavares, considerou hoje a situação macroeconómica do País “complicada”, apesar de prever uma normalidade no segundo semestre de 2021.

Francisco Travares fez essas considerações em declarações à imprensa, após encontrar-se, esta tarde, com o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, para falar sobre a situação macroeconómico do País e a pandemia do novo coronavírus.

“Para a situação mudar, esperemos tão breve quanto possível as pessoas começam a ser vacinadas para que o turismo comece a funcionar no País, visto que se está a trabalhar para dar combate à pandemia, proteger os rendimentos e as famílias”, disse, afirmando, por outro lado, que o arquipélago tem enfrentado bem a pandemia.

No que se refere a economia, avançou que, neste cenário de pandemia, o crescimento será a volta de 5 por cento (%), ficando abaixo do nível pré-crise, e acrescenta ainda, que todos esperam que 2022 seja o ano de estabilização.

Conforme Francisco Tavares, a estabilidade nos próximos tempos para Cabo Verde é essencial para que em 2023 possa haver aceleração do crescimento económico, levando assim a que o País volte ao seu normal para, a partir daí, “acelerar a caminhada para o desenvolvimento sustentável”.

A variável do crescimento económico para o arquipélago, segundo indicou, está na procura turística, pois, sustenta, só com a retoma dessa actividade Cabo Verde poderá voltar à normalidade, apesar de não conseguir os 30 milhões em 2030 como se previa.

Questionado pelos jornalistas sobre quando será empossado, afirmou não ter a mínima ideia, visto que se trata da agenda do Governo.

Enquanto isso não acontece, diz que continua na sua função de consultor do Ministério das Finanças, alegando que foi nessa qualidade que se encontrou com o Presidente da República.

PC/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos