França/Eleições: Macron vence 1.ª volta com 24,01%, Le Pen obtém 21,30% – resultados definitivos

 

Paris, 24 Abr (Inforpress) – O liberal pro-europeu Emmanuel Macron venceu a primeira volta das presidenciais francesas com 24,01% dos votos, à frente da líder da extrema-direita francesa Marine Le Pen que conseguiu 21,30% dos votos, segundo os resultados definitivos do escrutínio de domingo.

Os dois candidatos, que vão disputar o Eliseu (Presidência francesa) numa segunda volta a 07 de Maio, ficaram separados por pouco menos de um milhão de votos.

Macron conseguiu 8,56 milhões de votos, enquanto Marine Le Pen obteve 7,67 milhões de votos, o que representa um valor recorde para um candidato de extrema-direita na história da política francesa.

Segundos os resultados definitivos publicados hoje pelo Ministério do Interior francês, o candidato conservador François Fillon conseguiu menos 450 mil votos do que Le Pen e ficou na terceira posição com 20,01% dos votos, seguido pelo candidato da esquerda radical Jean-Luc Mélenchon com 19,58% dos votos, que representou pouco mais de sete milhões de votos.

Pela primeira vez em França, a segunda volta das eleições presidenciais não terá um candidato da direita.

Benoît Hamon, candidato do partido socialista francês (no poder), conseguiu pouco menos de 2,3 milhões de votos (6,36%), o valor mais baixo alguma vez registado por um candidato daquela força partidária.

O nacionalista Nicolas Dupont-Aignan, com quase 1,7 milhões de votos (4,70%), esteve perto da percentagem dos 5%, valor a partir do qual o Estado francês reembolsa os gastos da campanha eleitoral.

Os outros candidatos presidenciais, no total eram 11, não conseguiram atingir a fasquia dos 1,5% dos votos.

O defensor de uma França rural Jean Lasalle foi apoiado por quase meio milhão de franceses (1,2%), seguido do anticapitalista Philippe Poutou (1,09%), do nacionalista François Asselineau (0,92%), da trotskista Nathalie Arthaud (0,64%) e do franco-argentino Jacques Cheminade (0,18%).

Estes dados já incluem o voto dos cidadãos franceses que vivem no estrangeiro.

Inforpress/Lusa

Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos