Formação dos professores deve adequar-se às exigências dos alunos com nova formatação mental, presidente do IILP

Cidade da Praia, 26 Abr (Inforpress) – A presidente do Instituto Internacional de Língua Portuguesa (ILLP) alertou hoje para a necessidade da formação dos professores se adequar a novos tempos, de modo que se evolua e se adeqúe às exigências dos estudantes, sobretudo das crianças, com nova formatação mental.

Na qualidade de anfitriã da conferência internacional sobre formação de professores no mundo contemporâneo, realizada na sede do IILP, no Plateau, Marisa Mendonça, praticamente no final do seu mandato de quatro anos, considerou o tema “bastante complexo”, tendo ressalvado que os perfis do professor no mundo contemporâneo, devem ser adaptados em função da realidade da sua actuação.

Neste capítulo, chamou atenção para a necessidade de os professores serem motivadores para a aprendizagem da Língua Poortuguesa, mediante uma nova metodologia que possa ser adaptada ao tempo real, em vez de continuarem agarrados às metodologias clássicas adoptadas há muito anos.

A responsável sisse ser muito importante que os professores possam também ter competências desenvolvidas para que respondam devidamente solicitações do sistema do ensino e da sociedade, de modo que os docentes consigam produzir materiais de trabalho a partir de produtos reciclados, razão pela qual considera determinante apetrechar os professores para transformar materiais correntes em materiais do ensino.

Esta conferência foi ministrada pela especialista brasileira Marcella Lopes Guimarães, professora da Universidade Federal do Paraná, no quadro de uma parceria entre a Embaixada do Brasil em Cabo Verde, o Ministério da Educação, a Faculdade de Ciências Sociais Humanas e Artes da Uni-CV e o Instituto Internacional da Língua Portuguesa.

Autora da colecção Tempo-Identidade, Alteridade e Memória e criadora do blog literistórias, Marcella Guimarães apresentou tópicos e técnicas de produção de material didáctico, levando-se em consideração especificidades locais e do público infanto-juvenil.

A conferência foi realizada no seguimento de um “Mini-curso de Produção de Material Didáctico”, no qual participaram professores seleccionados para esta área de produção dos materiais, e que foram devidamente contemplados com os respectivos diplomas.

SR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos