Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Forças Armadas pedem mais meios para o cumprimento das novas missões

Cidade da Praia, 26 Fev (Inforpress) – As Forças Armadas de Cabo Verde defenderam hoje a necessidade de se fazer a reformulação da lei orgânica da instituição e de se ter mais meios para o cumprimento cabal das novas funções que lhes são conferidas.

Esta posição foi manifestada pelo porta-voz Pedro Santana, à margem da cerimónia de encerramento da Reunião do Conselho Superior de Comandos Alargado (RCSC), realizada durante dois dias, na Cidade da Praia.

“As Forças Armadas, tendo em conta as suas necessidades para cumprimento das novas missões que lhes são concedidas, necessitam ter mais meios. Também é necessária uma reformulação da lei orgânica, tendo em conta as novas missões das Forças Armadas, é preciso uma adequação da nossa lei orgânica de forma a modernizar se para cumprirmos melhor as nossas funções”.

A necessidade de se adquirir mais meios aéreos e navais, segundo este responsável, visa dar respostas aos desafios que o país enfrenta, enquanto país insular e a sua localização geográfica, apontando a importância de realização de um estudo que especifiquem melhor quais os meios que melhor se adequam a realidade cabo-verdiana.

Entretanto, apontou a aquisição dos meios aéreos como medida prioritária, para que as Forças Armadas possam, no quadro da sua missão, garantir a defesa e segurança do país.

“Nós somos um país arquipelágico, temos cerca de 736 mil km da Zona Exclusiva e aqui na África Ocidental temos a maior Zona Exclusiva, 6ª maior Zona Exclusiva de toda África e se não me engano, 36 a nível mundial e nas palavras do Ministério da Economia Marítima somos 99% mar”, referiu, avançando que as propostas serão levadas a tutela governativa para a sua concretização.

Realçou, por outro lado, que para o ano de 2021, as Forças Armadas irão dar continuidade às ações, reforçando que irão ajudar os sistemas de saúde do país a combater a pandemia da covid-19.

CM

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos