Forças Armadas exigem investimentos significativos para melhor cumprirem as suas obrigações

Cidade da Praia, 15 Jan (Inforpress) – As Forças Armadas assinalam hoje o 54º aniversário da sua criação, com o comandante da 3ª Região Militar (Praia) a aproveitar a ocasião para exigir investimentos significativos nas operacionalizações, visando melhor cumprir as atribuições e de forma eficiente.

Silvino Monteiro, que destacou a assinalável resiliência da instituição castrense na sua generalidade, e particularmente deste comando militar, disse que grandes desafios ainda persistem, considerando ser “momento de apostar e investir decisivamente na operacionalização das Forças Armadas”.

Especificou que esta operacionalização requer incrementar investimentos nos pilares considerados fundamentais, designadamente nos recursos humanos, formação, qualificação, capacitação e especialização nas novas tecnologias de informação de comunicação, para melhor se fazer face ao contexto actual, no quadro dos novos desafios e das novas ameaças.

Silvino Monteiro sugeriu ainda investimentos nos materiais e equipamentos modernos, dotar as Forças Armadas de meios adequados para actuar em todos os campos, como nas operações de busca e salvamento e evacuações médicas, e actuação no âmbito de protecção civil, de modo a salvaguardar vidas humanas.

Este investimento, relatou, passa igualmente pela melhoria nas operações de patrulhamento e vigilância marítima e terrestre, na segurança das infra-estruturas críticas e outros pontos referenciados, como sendo sensíveis em terras, que em caso de vulnerabilidade, pode perigar a soberania cabo-verdiana, pondo em causa o bem-estar da população cabo-verdiana e o normal desenvolvimento do País.

Reconheceu, entretanto, “enormes ganhos a nível da melhoria das condições de vida dos militares, das instalações, do aquartelamento, das condições de habitabilidade e de trabalho e melhoria significativa nos fardamentos dos militares”.

A cerimónia na 3ª Região Militar, em Achada Limpo, foi presidida pelo coronel Mário Almeida Vaz Furtado, que em representação do Chefe de Estado Maior das Forças Armadas, major-general Anildo Graça Morais, endereçou uma mensagem de felicitação e encorajamento pela forma como os militares contribuem para a luta constante em prol do povo destas ilhas.

“A defesa das instituições de soberania e o patriotismo incondicional que culminaram no reconhecimento e confiança do povo cabo-verdiano” foram enaltecidos, nesta missiva, que retratou o espírito patriótico e a atitude inspiradora do primeiro grupo que nas matas de Cuba jurou, há 54 anos, lutar pela liberdade do povo cabo-verdiano.

A ocasião foi aproveitada para a condecoração a alguns militares com a medalha de comportamento exemplar, que destacou os oficiais, sargentos e praças que, durante um período de 10 anos não foram alvos de qualquer punição ou condenação criminal e demonstração das Forças Armadas.

SR/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos