Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Forças Armadas: Conselho Superior quer apostar na melhoria do sistema de comunicação dos militares

Cidade da Praia, 13 Mar (Inforpress) – As Forças Armadas encerraram hoje a reunião do Conselho Superior de Comandos alargado aos directores de serviço e equiparados, na Cidade da Praia, destacando a importância na implementação e melhoria do sistema de comunicação dos militares.

O Chefe de Estado-Maior das Forças Armadas, Anildo Morais, alertou que ainda continuam a sentir dificuldades a nível do funcionamento do sector, inerentes à insuficiência orçamental.

Explicou que há uma necessidade de aumentar o orçamento de investimentos, para fazer face aos diversos condicionalismos vivenciados à aquisição de meios de manutenção, afora já existentes.

A nível da Guarda Costeira, disse que a Forças Armadas necessitam de mais meios operacionais, para fazer às suas missões intrínsecas a este ramo, que, a seu ver, se revestem de importância fulcral num país insular como Cabo Verde.

Anildo Morais reconheceu que as soluções implementadas têm tido um impacto positivo na gestão, mostrando que é necessária a optimização da gestão através do Sistema Integrado de Gestão Orçamental e Financeira.

O responsável castrense enumerou “ganhos” a nível de infra-estruturas nas diversas unidades militares, valorização técnica dos militares e o aumento da capacidade de resposta dos comandos e serviços às diversas solicitações que lhes são feitas no âmbito do cumprimento das suas missões.

“Continuam a ser criadas as condições, para maior especialização dos nossos militares, focando na qualidade técnica do pessoal e no reforço dos princípios complementares, da meritocracia e da competência”, frisou o chefe Estado-Maior das Forças Armadas.

Esclareceu que os principais desafios ainda se sentem, nomeadamente, o aumento da capacidade operacional das Forças Armadas, através do incremento do treino, do aumento da formação militar especializada, bem como a planificação e execução de exercícios nos diversos níveis e escalões de comando.

O Conselho recomendou a implementação, consolidação e efectivação dos programas de treino já aprovados, actualização dos manuais e regulamentos ainda por rever, assessorar, apoiar e aconselhar no processo de aquisição de meios aéreos para a Guarda Costeira, adequados às diversas missões que lhes são atribuídas.

Optimizar a gestão de carreiras, privilegiando o mérito, a competência e a formação especializada, prosseguir o esforço de melhoria de condições de vida e trabalho nos quartéis e de melhoria das infra-estruturas nas unidades e serviços das Forças Armadas constituem outros desafios deste Conselho.

CG/SR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos