Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Fogo: União Europeia apoia a consolidação da dinâmica cultural em Santa Catarina

São Filipe, 18 Jul (Inforpress) – O apoio da União Europeia poderá contribuir para a consolidação de uma dinâmica cultural com impacto significativo nas comunidades de Santa Catarina do Fogo, disse Mariana Faria ao entregar instrumentos musicais ao grupo ‘Na Riba d´Hora’.

Na qualidade de representante do financiador da iniciativa “tocar para valorizar as tradições e enriquecer a cultura e as suas gentes”, Mariana Faria classificou de “importante” o momento deste projecto, sublinhando que é “com satisfação” que procedeu à entrega pessoal dos instrumentos musicais a este grupo musical de uma comunidade que não é fácil aceder a este tipo de financiamento.

Este projecto foi apoiado com o valor aproximado de dois mil euros pela “Diversidade” que é um instrumento de financiamento para a diversidade cultural, cidadania e identidade no âmbito do pró-cultura e que tem como objectivo a criação de emprego no sector da cultura nos PALOP e Timor Leste.

“Este modesto, mas importante apoio poderá contribuir para a consolidação de uma dinâmica cultural com impacto significativo nas comunidades do concelho de Santa Catarina do Fogo com vista a valorização de talentos e capacidade dos mais jovens na promoção da sua cultura musical, proporcionando oportunidades de rendimento económica e de realização profissional”, disse Maria Faria.

A mesma fonte acredita que este projecto pode contribuir para o sucesso de todos, porque a cultura é “fundamental” para o desenvolvimento inclusivo e sustentável assim como para a promoção de identidade e de interação social.

O presidente da Associação Fogo Solidário (Afosol), Eugénio Veiga, disse que o projecto nasceu da combinação de uma necessidade específica e da disponibilidade do Instituto Camões com financiamento da União Europeia para valorizar a cultura da localidade e criar riqueza para Santa Catarina.

Este disse que o projecto foi enquadrado no nível, cujo valor disponibilizado foi de dois mil euros aproximadamente.

Como o valor era insuficiente para adquirir os instrumentos e equipamentos, explicou, a Afosol, contou com contributo de emigrantes nos Estados Unidos da América para materializar a iniciativa.

“Com este acto queremos homenagear os músicos e artistas de Santa Catarina e desejamos felicidades e sucessos a estes jovens”, referiu Eugénio Veiga, lembrando que o projecto pode ter um grande alcance e que isso depende do empenho, dedicação, amor e carinho que o grupo ‘Na Riba d´Hora’ assumirá para o futuro.

Este lembrou que o espírito colectivo deve reinar sob espírito individual e o grupo deve criar uma dinâmica social e cultural que a cidade de Cova Figueira precisa.

“A sonolência cultural de Cova Figueira está nas mãos do grupo que deve ter iniciativa, dinâmica e criar uma marca cultural em Santa Catarina”, disse o promotor da iniciativa, explicando que só desenvolvendo esta vertente e com parcerias estratégicas com operadores económicos e turísticos podem garantir, valorizar e dignificar o futuro.

O presidente de Afosol prometeu continuar a apostar tudo que for possível para o crescimento do grupo e para que outros instrumentos que, eventualmente, estão a faltar possam ser acrescentados.

Durante a cerimónia de entrega dos instrumentos foi assinado um protocolo tripartido entre o grupo ‘Na Riba d´Hora’, associação Fogo Solidário (Afosol) e associação Estrela do Milénio sobre a utilização dos instrumentos e equipamentos apenas para a valorização cultural e de forma colectiva e nunca individual.

Já a associação Estrela de Milénio terá a responsabilidade de ceder gratuitamente o espaço para ensaios e desenvolvimento de actividades culturais e quando as actividades geram receitas terá 10 por cento (%) de rendimento líquido.

O grupo ‘Na Riba d’Hora’ tem a responsabilidade ainda de promover actividades económicas e culturais e por isso deve estabelecer parcerias para realizar eventos periodicamente.

Quer o grupo musical como a associação agradeceram o apoio na certeza de que será uma mais-valia para ocupar o tempo dos jovens, mas também para proporcionar algum rendimento.

O grupo beneficiou de alguns instrumentos musicais como violão eléctrico, viola baixo eléctrico, violino, violão acústico e teclado e instrumentos de som como mesa de som amplificada, um par de tripé e respectivas colunas, um tripé e um microfone e uma coluna de viola baixo.

Esta é a primeira iniciativa no domínio cultural da ONG Afosol que tem desenvolvido acções nos domínios sociais e económicas.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos