Fogo: Três melhores alunos da Escola Secundária Dr. Teixeira de Sousa inclinados para Bioquímica e Direito 

São Filipe, 09 Jun (Inforpress) – Os três melhores alunos da Escola Secundária Dr. Teixeira de Sousa (São Filipe) no ano lectivo 2019/20 estão inclinados para formação nas áreas da Bioquímica ou Biologia Humana e Direito.

A nota mais elevada foi obtida pela aluna Érica Lopes, da área de Ciência e Tecnologia (CT), com a classificação final de 17,35 valores.

Esta aluna está inclinada entre a Bioquímica e Biologia Humana, mas ainda não decidiu sobre a área em concreto de formação, dependendo da possibilidade que se oferece para a materialização do projecto, sendo que Bioquímica implica a deslocação ao exterior, enquanto a Biologia Humana é ministrada pela Universidade de Cabo Verde.

Apesar da situação do novo coronavírus, Érica Lopes salientou que está a dar todos os expedientes para ingressar nos estudos superiores no próximo ano lectivo.

Apesar de reconhecer que estudar no exterior, neste momento é “mais complicado” devido à pandemia, admitiu que “tem riscos, mas é necessário prevenir e ir estudar”, e que quer fazer a formação e depois trabalhar com as pessoas.

O facto de ser a melhor aluna da sua escola no ano lectivo 2019/20 referiu que isso representa o esforço e dedicação que desenvolveu desde os primeiros anos do liceu até hoje, sublinhando que a área de Ciência e Tecnologia não é difícil para as mulheres, e que tudo tem a ver com o gosto e dedicação.

O presente ano lectivo foi atípico devido a covid-19, uma situação que segundo a mesma ninguém estava a esperar, o que terá influenciado na nota final, porque podia “subir a média no terceiro trimestre” o que não foi possível porque a situação condicionou o funcionamento das aulas.

Apesar de saber da existência de possibilidade de poder efectuar provas de recurso para aumentar a nota, indicou que não o irá fazer.

A segunda melhor aluna da escola Dr. Teixeira de Sousa, Carine Andrade, está firme na sua escolha profissional e quer licenciar-se em Direito, para mais tarde poder optar-se entre a magistratura e a advocacia.

Da área de Humanística, ela obteve a classificação final de 17,20 valores, ficando a 15 décimas da melhor aluna da escola.

Esta admitiu que “foi um pouco difícil”, mas que se esforçou para ter boas notas e que inclusive estava determinada em esforça-se ainda mais no terceiro trimestre lectivo para subir a média, mas que a situação de pandemia acabou por complicar um pouco.

Inicialmente chegou a equacionar a possibilidade de participar nas provas de recurso, este ano destinadas a todos os alunos interessados e não somente para aqueles que estão pendentes, mas decidiu pela não realização.

O terceiro melhor aluno da Escola Secundaria Dr. Teixeira de Sousa foi Fábio Cabral, da área Económico-social com a classificação final de 16,7 valores.

Não foi possível contactá-lo, mas o seu pai e encarregado de educação adiantou à Inforpress que o mesmo optou pelo Direito e que pretende ingressar numa das instituições do ensino superior nacional no próximo ano lectivo, neste caso concreto, no Instituto Superior de Ciência Jurídica e Social.

JR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos