Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Fogo: Segunda fase do projecto de conservação das aves marinhas de Cabo Verde inicia a 01 de Março (c/áudio)

São Filipe, 11 Jan (Inforpress) – A segunda fase do projecto de conservação das aves marinhas de Cabo Verde, financiado pela Fundação Mava e coordenado pela “Bird Life international”, com duração de três anos terá o seu início a 01 de Março de 2020.

A informação foi avançada à Inforpress pelo especialista e professor de Zoologia da Universidade de Barcelona, Jacob Salvatore Gonzalez, responsável pelo projecto que se encontrava na ilha para ultimar relatório da primeira fase que terminou a 31 de Dezembro após três anos de implementação.

“Vai haver uma segunda fase que já foi aprovada e que começa a partir de 01 de Março, para continuar o trabalho da conservação das aves marinhas de Cabo Verde para os próximos três anos”, disse Jacob Salvatore Gonzalez.

A segunda fase, acrescentou, vai ter um pouco menos de financiamento do que a primeira, mas mesmo assim é um “financiamento importante” que vai ajudar a completar as tarefas e os resultados que foram obtidos na primeira fase.

À semelhança da primeira, a segunda fase vai abranger todas as ilhas e ilhéus de Cabo Verde onde as aves marinhas reproduzem, de Santo Antão a Brava, e vai envolver além das universidades de Barcelona (Espanha) e Coimbra (Portugal) várias instituições nacionais ligadas ao sector do ambiente, como Biosfera, BiosCV, Fundação Maio biodiversidade, projecto Vito (Fogo, Brava e ilhéus Rombos), de entre outras.

O objectivo da primeira fase foi a capacitação técnica do pessoal de Cabo Verde e foi atingido, quer com capacitação de vários técnicos dos parques naturais e das instituições parceiras como no apoio a estudantes cabo-verdianos que frequentaram a universidade de Barcelona, disse aquele especialista.

Ainda, segundo a mesma fonte, a ideia da segunda fase é continuar a trabalhar de forma coordenada e seguindo o mesmo protocolo em todas as ilhas.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos